❰BLOG❱ Quitar as dívidas: 5 passos para começar

Os boletos do Natal passado ainda te assombram? Veja como traçar um plano para se livrar deles

Ano vai, ano vem e você segue sem conseguir quitar as dívidas ? Você não está sozinho.

Mais de 40% dos brasileiros estão com as contas em atraso, segundo uma pesquisa realizada pela CNDL (Confederação nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). Os dados mostram que, em dezembro de 2018, as dívidas afligiam aproximadamente 62,6 milhões de pessoas.

Quitar as dívidas é uma das principais metas para este novo ano, de acordo com outro estudo da SPC e CNDL – mas como sair do vermelho não é tão simples, separamos um um guia prático para te ajudar a dar os primeiros passos.

1- Entenda a dívida

Para quitar uma dívida, você deve antes analisar e entender tudo o que está por trás delas. Isso significa saber:

  • Quais taxas de juros você está pagando;
  • Quando é o vencimento da dívida;
  • Há quanto tempo você está sem pagá-la.

Cheque o contrato com o banco ou instituição financeira com a qual você realizou o empréstimo para obter todas essas informações.

Entender o tamanho da dívida é importante por dois motivos: evita que ela se transforme em uma bola de neve e ajuda a priorizar qual conta pagar primeiro (no caso de quem tem mais de uma dívida).

2- Decida o que pagar primeiro

Quando se trata de dívida, tempo é literalmente dinheiro. Quanto mais parcelas em atraso, mais juros o consumidor irá pagar – e maior o montante final que irá sair do seu bolso.

Dê prioridade às dívidas que têm juros mais altos, que venceram há muito tempo e cujo valor total é o maior.

As taxas do cheque especial, por exemplo, estão entre as mais altas do país; em outubro de 2018, elas estavam em 305,7% ao ano. Os juros do cartão de crédito também tendem a ser altos e, por isso, valem a pena serem priorizadas.

3- Faça um corte de gastos – pode ser nas pequenas coisas

Ter um planejamento financeiro é fundamental para entender o que dá para economizar ao longo do mês.

Veja quais são os seus gastos indispensáveis – como aluguel, água, luz, mensalidades de escola – e o quanto eles representam do seu orçamento.

Analise sua fatura do cartão, ou seu histórico de saques, e entenda para onde vai o resto do dinheiro.

Geralmente, os itens mais fáceis de serem cortados são entretenimento (como jantar fora ou pedir comida em casa), vestuário e beleza.

Muitas vezes, cortar ou reduzir pacotes de serviços não essenciais (como TV por assinatura) pode ser suficiente para arcar com uma parcela da dívida, por exemplo.

Os cortes podem ser temporários – até todas as parcelas serem quitadas – ou se transformarem em uma mudança de estilo de vida.

4- Estabeleça um prazo para quitar as dívidas

Com o seu orçamento em mãos, estabeleça uma meta. Calcule quanto é possível economizar por mês e determine um prazo máximo para quitar as dívidas.

É possível traçar um plano anual, mensal ou até pequenas metas semanais e diárias. O importante é ter um guia que te ajude a manter o foco e não desistir.

Outra vantagem de ter uma data em mente é não contrair novas dívidas no período.

5- Renegocie o que puder

Muita gente tem vergonha de procurar as instituições financeiras e falar sobre as parcelas em atraso. Por isso, deixa de negociar melhores taxas e condições de pagamento na hora de quitar uma dívida.

Procure o banco, operadora de cartão de crédito, financeira ou demais instituições com quem você tenha dívidas e converse sobre as suas reais possibilidades.

Eles podem fazer uma proposta de pagamento melhor do que a original e até oferecer mais opções de parcelamento.

Tomar a iniciativa é sempre um bom sinal de que você está disposto a arcar com seus compromissos – e torna mais fácil encontrar uma solução que se encaixe no seu orçamento.

Veja aqui como negociar dívida do cartão de crédito.

O Nubank surgiu para devolver às pessoas o controle sobre seu dinheiro. Criamos produtos – e conteúdo – para ajudar os brasileiros com sua vida financeira. Se você é cliente Nubank e está com problemas para pagar as parcelas do seu cartão de crédito, entre em contato com a gente pelo chat do aplicativo ou telefone. Vamos, juntos, encontrar a melhor solução.

Fonte: https://blog.nubank.com.br/quitar-as-dividas-5-passos-para-comecar/


enef

7 Curtidas

Bem legal a iniciativa, mas tem algumas pessoas que mesmo você tentando enfiar na mente dela oque está escrito, ela simplesmente não aceita, e continua gastando e criando dívidas.

1 Curtida

Sempre é difícil dar o primeiro passo mas depois fica mais fácil, vc começa a quitar uma dívida, depois outra quando v já tá até com o cartão roxinho na mão, é só não desistir.
Guardar dinheiro vicia.kkk

2 Curtidas

Amei os 5 passos, vou adquirir na minha vida hahahahaah :purple_heart:

Quero muito me viciar em aguardar dinheiro, pois, a vontade gastar fala mais alto diariamente!!!

Acredito que deveria ter mais postagens como essa, de como administrar a vida financeira, pois, é muito útil.

Bom dia. O primeiro passo realmente é sempre o mais difícil, mas para se fazer uma longa jornada é preciso o primeiro passo mesmo q seja pequeno, crie na sua cabeça um objetivo de longo prazo, em seguida guarde 30,00 reais sempre q puder, toda vez q sentir vontade de comprar algo pergunte a si mesma, eu posso viver sem isso? A resposta é q A maioria do q compramos é algo q podemos viver sem, compramos por impulso e se vc puder guardar por impulso? De repente vc ganha 300,00 reais e de repente guarda 100,00 ? Vc já tem 130,00 e por aí vai.
Faça o teste, vc vai descobrir q é muito mais forte q qualquer impulso consumista. Ótimo dia p vc.

1 Curtida

Obrigada pelas dicas @GERA vou realmente fazer o teste :purple_heart:

Excelente texto!
Educação Financeira é algo em que a pessoa necessita procurar.
Eu, como Educador Financeiro, friso muito isto. Não adianta querermos que alguém do nosso lado busque isto, sem ela querer. Ela precisar ter a atitude de querer mudar, é a primeira coisa.
Isto acontece, normalmente, depois que algo negativo acontecer.
O brasileiro tem que aprender a buscar soluções antes dos problemas acontecerem. Pouquíssimas pessoas possuem uma caixa de emergência, quanto mais investimentos que possam gerar rentabilidade para uma possível aposentadoria.
Acho que é nosso trabalho incentivar as pessoas a irem em busca disto. Achei sensacional a iniciativa.

1 Curtida

Quitar as dívidas é a melhor maneira de criar boms abitos

1 Curtida