Converter estorno do cartão de crédito em saldo p/ Nu Conta

Acredito que seja o problema de muita gente. Quando recebemos um reembolso no cartão de crédito, o valor fica retido ao cartão, não podendo ser sacado, transferido, ou utilizado por outros meios que não seja pelo próprio cartão. Normalmente um reembolso consta como saldo positivo, ou valor antecipado, dependendo do emissor.

Apesar de gostar bastante do Nubank, vez ou outra eu me deparo com alguns problemas que me aborrecem bastante.

E uma delas é justamente a impossibilidade de transferir ou converter um reembolso do cartão, em saldo para a Nu conta.

Nos últimos 30 dias, passei por esse problema 2 vezes. E tive que fazer uma doideira lá pelo Mercado Livre para conseguir converter o saldo do cartão, em saldo para a Nu conta. Não vou contar o que fiz, mas foi uma volta ao mundo para conseguir uma coisa que deveria ser simples.

Se a Nubank disponibilizasse uma opção de depósito com cartão de débito ou crédito, seria a solução desse, e de vários outros problemas.

Por exemplo: Se eu recebesse um reembolso no valor de R$ 1000 no cartão de crédito Nubank, pelo app, eu poderia ir na opção de depósito, escolheria depósito com cartão de crédito, digitaria o valor de R$ 1000, e pagaria esse valor em 1x no cartão de crédito Nubank. O valor antecipado do cartão Nubank antes retido, agora seria convertido como saldo da Nu Conta.

Essa funcionalidade também resolveria o problema com cartões de crédito de outros bancos, que não permitem transferir ou sacar o saldo positivo do cartão. O saldo desses cartões poderia ser transferido para a conta Nu Bank, utilizando da mesma funcionalidade.

E tem também a questão do cartão de débito. Uma das coisas que mais me aborrece no Nubank, é a demora no processamento do boleto. As vezes preciso de dinheiro rápido na Nuconta, e a única maneira de depositar gratuitamente, é pelo boleto. Normalmente isso leva 2 dias. Nos finais de semana então, é no mínimo 3 para o dinheiro compensar.

Se o Nubank oferecesse depósito por cartão de débito de qualquer banco, nós poderíamos depositar rapidamente na Nu Conta, e não teria que esperar vários dias como no boleto.

—Atualização—

Recentemente eu soube que a Sony foi multada na Austrália em € 2.2 milhões por ter feito o estorno de jogos a clientes em forma de crédito na loja PlayStation Store, ao invés de estornar em dinheiro real. É claro que a legislação de lá não é a mesma do Brasil. Mas a lógica é a mesma.

Se eu pago a fatura do cartão com dinheiro real, por que não posso ter o reembolso em dinheiro real? Aqui no Brasil. Algumas lojas virtuais sem autorização do cliente, fazem o reembolso de compras em forma de crédito na loja, ao invés de devolver em dinheiro real. Frequentemente resultando em processos. Daí eu pergunto: Quem faz uma compra e espera receber um reembolso em forma de crédito na loja? Poucos. Não sei se existe lei que configure isso como crime, mas, deveria ser. Se eu pago com dinheiro, devo receber em dinheiro. O que é meu não deve estar confinado a nenhuma loja ou instituição financeira. Minha proposta NÃO é fazer estornos do cartão de crédito automaticamente em forma de saldo. Mas sim o Nubank oferecer a possibilidade do cliente converter posteriormente esse reembolso do cartão, em saldo para a Nu conta. É simples.

Considero os motivos para não adotar essa funcionalidade muito rasos.

2 Curtidas

Bom, como se trata de um estorno, muito provavelmente essa compra foi feita no crédito, correto? Então não faz sentido nenhum ter um saldo que lhe foi disponibilizado em forma de crédito devolvido em forma de dinheiro. Acho que todos os cartões devolvem estorno em forma de saldo na fatura, para que caso ela ainda não tenha sido paga, volte registrando a saída e a reentrada do saldo nessa fatura. Ou caso já tenha sido paga, retorne pra você em forma de desconto. Receber um estorno em saldo bancário é como sacar o valor do crédito e isso é outro tipo de operação financeira, seria como se fosse um empréstimo.

7 Curtidas

Eu também penso dessa forma. O Nubank só devolve o crédito que foi disponibilizado. Não faz sentido eles darem dinheiro vivo.

Até porque, limite de cartão não é dinheiro do cliente e sim do banco.

5 Curtidas

Sobre estorno, concordo com o que já foi dito acima, não entendo pq seria devolvido dinheiro se foi comprado no crédito.

Não é mais fácil fazer transferência?

4 Curtidas

As regras de cancelamento e estorno são definidas pela auto regulação das bandeiras e meios de pagamento.
O crédito de ressarcimento deve ser feito da mesma que foram realizados.
Uma compra com cartão de crédito, o lojista faz um crédito no mesmo cartão no mesmo valor.
Se for via transferência, depósito bancário ou boleto, será feito preferencialmente por transferência, devido fácil identificação, em alguns casos depósito bancário.

Em raras exceções, uma compra com cartão de crédito tem os valores creditados em conta corrente no momento ressarcimento, são casos específicos justificados e não uma regra, portanto não é estimulada pelos emissores e credenciadora, sendo de responsabilidade do lojista.

O principal motivo para o lojista fazer o cancelamento e devolver o valor no mesmo cartão é a segurança.
Existem aqui 2 cenários.
1 Cliente faz uma compra na loja X, por algum motivo, ocorre duplicidade, desacordo comercial ou desistência, o lojista faz a devolução em especie, deposito ou transferência.
Este cliente acaba contestando a transação junto ao emissor e um chargeback é aberto, em muitos casos o lojista acaba arcando com o valor novamente se não puder provar suas alegações, ou se estas não forem aceitas no processo.
2 o mesmo cliente fez a compra, porem o lojista informa que fará o cancelamento da transação junto a credenciadora, por mais que o cliente não concorde esta é a forma mais segura.
Pelos canais disponibilizados pela credenciadora, será solicitado cancelamento da transação especifica, um aviso de cancelamento é gerado, uma carta de cancelamento pode ser entregue ao portador.
O Crédito de valores eventualmente pagos será feito ao emissor e este fica responsável por fazer os ajustes na fatura do cartão ou conta corrente, conforme a modalidade da compra, crédito, parcelado ou debito.

Mais um motivo para o valor ter o crédito em fatura, é que o saldo disponível no cartão pertence a instituição financeira, que confiou o cliente aquele valor assumindo todos os riscos garantindo que a transação será paga na data correta, assim o valor é devolvido a instituição, e caso o portador tenha feito algum pagamento, esta emite o crédito para o cliente abatendo o valor ora pago, lançamentos futuros deixam de cobrados.

4 Curtidas

TED de outros bancos infelizmente tem taxa.

Aí no caso o nubank nem tem nada a ver com isso, se a pessoa prefere pagar boleto pra não pagar Ted deve aguardar o tempo de compensação do mesmo (lembrando que o prazo não foi definido pelo nubank e é válido para qualquer tipo de boleto)

Por isso minha sugestão de oferecer a funcionalidade de depósito por cartão de débito. Eles não tem nada com isso, é claro, mas se eles pudessem oferecer essa facilidade aos clientes, por que não fariam? Se eles não estivessem dispostos a facilitar as coisas, por que criariam um fórum de “Ideias”?

Desculpa, eu nunca ouvi falar desse tipo de depósito, como q funciona?

1 Curtida

Se você tiver conta em outro banco, por exemplo, BB, Caixa, Itaú, etc, seja corrente ou poupança, terá o cartão de débito. Se o Nubank oferecesse depósito com esse cartão, o dinheiro seria descontado diretamente do saldo do seu outro banco, e entraria como saldo no Nubank. O cartão de débito normalmente só é utilizado em compras em lojas físicas. Mas uma parceria do Nubank com esses outros bancos, poderia oferecer essa facilidade. O motivo de cartões de débito serem poucos aceitos em lojas virtuais, é a falta de segurança. Pois no caso de violação de um banco de dados, um hacker poderia ter acesso direto ao seu saldo bancário. Mas como o Nubank é uma instituição financeira, os dados do cartão de débito dos usuários provavelmente estariam mais bem protegidos, do que qualquer loja virtual. Oferecer essa opção facilitaria muito.

Penso o mesmo. Já tive esse problema várias vezes. Da última vez recebi uma devoluçao do valor de um celular. Mais de 1200 reais. Mostrava como “valor antecipado” no cartão. Precisei do dinheiro várias vezes. Só consegui resolver depois que entrei em contato com a Nubank por email. Acho que se você paga a operadora do cartão em dinheiro, deve receber o reembolso em dinheiro. Ou pelo menos dar uma opção de transferir o crédito para a conta. Pra usar o dinheiro como quiser. Se o dinheiro é nosso, nenhuma operadora de cartão pode nos forçar a usar o dinheiro da maneira dela. Isso é abuso. É o que eu acho. :+1:

Todas as empresas autorizadas a armazenar, transitar dados de cartões devem seguir as mesmas regras.
Partindo deste princípio, se a empresa contratada não atender os requisitos mínimos para este fim, esta pode até mesma ficar impedida de realizar transações até a devida regularização
Dessa forma, os dados salvos em uma instituição financeira ou um serviço de venda recorrente devem ser protegidos com a mesma segurança.
Existem empresas especializadas em segurança de meios de pagamento, muitas lojas contam com suporte destes serviços desde a captura, roteamento até a credenciadora e guardas dos dados.