Eu não quero mais dinheiro, e vocês?

Ninguém é obrigado mas hoje ter uma maquininha não é o diferencial é a regra. Se a pessoa não quer ter ela será a exceção e no mínimo ela ter que colocar um aviso que não aceita cartão.
O erro em questão não foi meu, foi do vendedor. Se ele não tem a obrigação de ter uma maquininha eu não tenho a obrigação de voltar para o século passado por causa dele

Por isso existe o seguro

Uma vez quando furou o pneu por causa de um prego a noite, fui em um borracheiro e só precisou colocar o “macarrão” para tampar o furo. Estava sem dinheiro na mão e paguei com duas cervejas que tinha sobrado na caixa térmica :joy::joy:

1 Curtida

Esqueci que “todos” brasileiros tem seguro.

Kkkkk, é uma bela moeda de troca.

Se você não tem talvez precise dos 50 reais na carteira

O que eu mais sinto falta e de uma unificação dos cartões de transporte público. Você precisa ter um para cada deslocamento.

Alguns já aceitam recarga pelos aplicativos, mas outros ainda aceitam apenas dinheiro.

Essa melhoria ajudaria muito, já que meu maior gasto com dinheiro físico e a passagem de ônibus.

Ou aceitaram logo o débito direto pelo cartão nas catracas.

Verdade @FelipeMoraes
Aqui no RJ o metrô já está aceitando pagamento por aproximação com cartões de crédito. Mas está limitado a bandeira VISA por enquanto.
Os trens também aceitaram um tempo. Mas era restrito a um único banco. Mas lá não vingou.
Tomara que isso se espalhe

1 Curtida

Infelizmente quem comenta esse tipo de coisa não conhece a realidade do país, existem muitos lugares que as pessoas pegam lotação, que compram em feiras de produtores locais ou da região. Existem locais que nem em todo lugar há sinal de celular. Muitas pessoas trabalham de forma autônoma, as vezes não possuem nem mesmo uma conta bancária.

Minha realidade é quase que essa, uso muito o débito e crédito, mas sempre tenho que andar com dinheiro, pago 18,50 por dia pegando 4 transportes, não há sistema simples e unificado de transporte para eu comprar créditos.

Moeda digital é um sonho realmente, mas não é a realidade do país, não vivemos num país de primeiro mundo, e ainda duvido que alguém desses países não precise andar com um trocado.

E não acho que seja culpa do dono do estabelecimento que não haja máquina de cartão, existem custos e taxas, e além do mais, não foi dito em canto algum que todos os estabelecimentos são obrigados a ter uma maquineta, sabendo disso, o cliente precisa ter em mente que andar com algum trocado é obrigação e não uma opção. Vai ter gente que acha o contrário, então como pessoa honesta e “prafrentex” pergunte se o estabelecimento aceita a tal modalidade de pagamento antes de consumir algo, como bom cidadão é nossa obrigação.

2 Curtidas

Concordo totalmente, eu dificilmente carrego dinheiro na carteira, mas infelizmente tem estabelecimentos que não aceitam cartão.

Bom dia @DanielVieira!
A realidade do país realmente não é essa. Mas é algo que devemos vislumbrar e buscar.
Muito atraso que existe no país se deve a falta de investimentos.
Como no caso que citou, de um produtor local, as vezes ele realmente não tem a maquininha. Isso é culpa dele? Provavelmente não. Mas nenhuma empresa foi lá perguntar se ele desejava ter uma forma mais moderna de pagamento que possibilitaria, até mesmo, o aumento das suas venda. Para grande parte das empresas não vale a pena investir nesse público.
Quantas pessoas no norte e nordeste dependem exclusivamente da empresa estatal de entregas por não ter empresas privadas atendendo a sua região?
Falta também, um pouco de consciência dos consumidores. A pressão de nós podemos fazer nas empresas pode ser transformador.
Por exemplo, usando o caso da empresa de entregas…
Você sempre usa uma empresa privada, em algum momento precisa mandar uma encomenda para alguém do nordeste e tem a informação que ela não atende a região.
A maioria irá usar a estatal para essa entrega e continuar usando a privada para as outras.
Esse é o erro.
Deveria entrar em contato e deixar claro que está deixando de usar os serviços de tal empresa por não atender suas necessidades.
Isso faria elas repensarem os seus investimentos nessa região.

Bem… é uma visão atual/futurista, claro que nós já temos uma infraestrutura que nos dá suporte ao gerenciamento de nossas atividades financeiras de forma digital, mas eu mesmo já me peguei em situações em que não tive opções…
Com Esse praticidade de resolver tudo com uma TED, ou pagamento em crédito e débito já me induziu a sair por ai sem 1 real na carteira. de fato eu mesmo quase não utilizo, mas a vida cotidiana me deu um jeito de sacanear… (rsrs) uma vez precisei pegar um ônibus, e adivinhe só o que me aconteceu… :man_shrugging:t4: não tinha carro de app, nem taxi… Faz parte… conseguir carona no bus é legal, mas nem sempre é garantido rsrs
Tem outas enumeras situações que ainda nos exigem pagar com dinheiro, tem lugares que ainda não estão estruturados.
Dica: tenha sempre aquele realzinho nosso de cada dia na carteira :wink:

1 Curtida

A Suíça vem anos tentando acabar com o dinheiro “físico”, e vem falhando miseravelmente.

É um processo complexo.

1 Curtida

@Wilton_Paixao
Carona sempre é legal mesmo rsrs.
Mais uma vez acho que é falta de interesse e investimento. A tecnologia para ser aceito cartão de crédito no transporte existe. Tanto que já é uma realidade no metrô do RJ e MG.
Mas é um processo. Não tem como decretar o fim do dinheiro em espécie do dia ora noite. Mas tem como diminuir o uso drasticamente. E isso é muito bom para todos.

*Menos assaltos
*Menos corrupção
*Menos impostos por se gastar menos na manutenção do dinheiro

Concordo que isso deveria ser feito, mas infelizmente o processo é muito lento.

Muitas empresas mandam pacotes por transportadoras para Pernambuco e quando chegam em Recife são redespachados pelo correio.

O pequeno produtor aqui sofreria bastante também, tendo que adequar seus preços para usar uma conta bancária, comprar uma maquineta, como vendem de forma autônoma eles não pagam tantas taxas como grandes produtores, também plantam menos, o que muitas vezes faria que o combo banco e maquineta fosse muito pra o pouco que ganha, aí teriam que lutar contra supermercados que vendem no cartão.

Pela sua lógica eu deveria deixar de apoiar a produção regional pela falta de cartão, e passar a comprar de estabelecimentos maiores que vendem produtos de origem e qualidade desconhecida.

Como eu citei anteriormente, temos problemas também com as operadoras, e as vezes até no sistema das maquinetas, uma vez invadiram um banco aqui e os caixas ficaram indisponíveis para saque, estava sem dinheiro pra um lanche, apenas para transporte. Fui numa padaria que sabia que aceitava cartão, na hora de passar o sistema da maquineta estava sem funcionar, e aí? Por sorte me conheciam e eu deixei pra pagar mais tarde, mas em outra cidade ou estado não sei como seria isso.

A não ser que o estilo de vida de uma pessoa permita que ela viva sem dinheiro físico, a realidade da maioria é outra.

1 Curtida

a ralidade do país é extremamente relativo, onde eu moro nunca preciso andar com dinheiro, como falei nunca fiz um saque seque aqui no brasil. a minha realidade eu não dependo de transporte público, ir em feira, etc. a questão é saber a realidade tua e de onde vives.

a Alemanha é um bom exemplo de lugar onde quase loja nenhuma tem uma maquininha de cartão

1 Curtida