Falar sobre dinheiro é tabu?

Oi, NuCommuniters!

A newsletter da semana que vem vai falar sobre um tema que toca muita gente: por que não falamos mais sobre dinheiro? :dollar:

Eu queria ouvir de vocês:

– Quem aqui aprendeu sobre finanças em casa? Os pais falavam sobre isso? A partir de
que idade?

– Quem se sente à vontade pra falar sobre seu próprio dinheiro com um parceiro ou amigos? Sobre o que falam?

– Quem tem vergonha de falar sobre dinheiro? Por quê?

– Quem já se enrolou em um papo sobre dinheiro por não estar acostumado com o tema (pode ser ao pedir um aumento, negociar uma dívida, entender um investimento etc)?

Me contem!

E não se esqueçam de assinar a newsletter para receber conteúdo exclusivo toda segunda-feira: https://blog.nubank.com.br/assinar-newsletter/

Abraços, Cami

15 Curtidas

Já parte da escola: por que não há uma disciplina de finanças do cotidiano? Imaginem o quão útil isso seria! Ensinar as pessoas a ver qual produto tem o melhor custo/benefício, qual o impacto dos juros de um empréstimo na vida financeira, como planejar para o futuro, etc.

7 Curtidas

Infelizmente nunca aprendi muito sobre finanças quando era mais novo. Só fui começar a me interessar por investimentos com 17 anos, vendo videos do básico no começo e aprendendo muito desde então.

Hoje converso abertamente sobre dinheiro e finanças com meus amigos onde a maioria deles tem os mesmos objetivos que os meus, e é legal porque sempre estamos aprendendo uns com os outros assim como acontece aqui na comunidade.

6 Curtidas

Eu comecei a aprender sobre dinheiro, vendo vídeos no YouTube e dicas do nu, meus pais nunca me ensinaram nada a respeito, converso com minha esposa sobre nosso dinheiro, e qual a melhor maneira de administrar, pois aprendi muito com o nu, procuro sempre economizar pra não ter problemas futuros, e sem fanatismo o nubank me ensinou muito

5 Curtidas

Eu aprendi só de olho mesmo, pq minha família nunca falou mto sobre o assunto e nem sentou pra ensinar isso ou aquilo de educação financeira. Sempre faziam do jeito que achavam certo, sem muitas regras.

Pra falar a verdade, não me sinto mto a vontade em falar sobre questões mto pessoais com amigos, como quanto ganho, quanto pago de contas e tal. Converso mais sobre questões mais superficiais, por alto, como… ah, tenho que economizar, não posso comprar tal coisa agora e etc. Agora, entre casais, acho que tem que ter esse tipo de conversa abertamente e cada um fazer o que pode da melhor maneira

Eu não tenho vergonha rs… só acho que tem que ser dito para as pessoas certas. Tem muita gente de olho grande :eyes: por aí

A gente nunca sabe tudo, mas sempre que preciso, procuro pesquisar mto antes sobre o assunto, pra ter uma base pra ninguém me enrolar né rsrs…

complementando

O que eu sei hoje em dia sobre finanças, foi mais de pesquisas mesmo. Em casa e na escola nunca ouvi mto sobre o assunto. Na faculdade, dependendo do curso, a gente pode aprender mta coisa tbm. Mas acho que o principal é a pessoa estar interessada. Isso é muito importante pro nosso futuro. Pessoal e profissional e acho importantíssimo aprender desde cedo :money_mouth_face:

7 Curtidas

Em casa, não se falava de dinheiro, mas todos víamos o duro que nossos pais davam para pagar as contas. Aprendemos pelo exemplo. E também aprendi que Educação é o melhor investimento.
Eu era o Tio Patinhas. Guardava toda a pequena mesada e comprava dólares. Depois, minha mãe me levou para um fundo de ações já aos 11 anos. Pena que pegamos a queda da bolsa de 1972, mas também foi educativo.
Acho que a melhor informação que tive foi no livro O Pai Rico. Os seguintes são besteira e esse também tem uns exageros, mas o que ele ensina sobre o que é investimento e o que é patrimônio vale ouro.
Não estou rico, longe disso, por força de várias opções que fiz, mas converso numa boa sobre dinheiro e tento passar o que aprendi para minha filha (outra Tio Patinhas :joy:).

5 Curtidas

Falar sobre dinheiro, apesar da importância, ainda é um tabu em muitos lares. :neutral_face:
Eu fiz um tópico sobre organização de finanças de um casal e uns dos grandes problemas é essa falta de diálogo sobre a situação financeira.
Além do mais, há a ultrapassada visão de que quem economiza é pão duro, mão de vaca, etc. E que a gente trabalha pra gastar mesmo, que o dinheiro foi feito pra isso.
Falta uma educação financeira para todos.

Eu sou super a favor de aprender desde novo sobre finanças na escola e outros temas também (direito constitucional por exemplo, mas fica pra outro assunto haha)

Aqui em casa sempre ensinaram a dar valor ao dinheiro ganho, mas muita coisa eu estou aprendendo agora pela internet com vídeos no YouTube. A internet pode ser uma ótima ferramenta para quem sabe usar.

Acredito que a crise que o país está passando, está abrindo os olhos de várias pessoas e elas estão indo atrás de entender melhor sobre o assunto.

5 Curtidas

Eu aprendi um pouco, mas eu sempre ouvia do meu pai “Guarde cerca de 30% do que você ganha e invista, guarde para o seu futuro” acho que desde uns 16 anos por ai, eu me sinto a vontade para falar e algumas vezes dou uns pitacos sobre como economizar a onde investir e como deixar de gastar, embora algumas vezes eu escuto “Ah mas isso é bobagem, o dinheiro é meu eu faço o que eu quero”. Pra mim não é uma vergonha falar do dinheiro, acho que deveríamos conversar mais, não é a toa que saiu recentemente uma notícia de que temos cerca de 45 milhões de pessoas desbancarizados no pais, antigamente antes do boom das fintech’s a gente não ouvia assuntos sobre poupar, o poupar para as pessoas é fazer uma poupança, infelizmente ainda temos essa cultura de achar que a poupança é bom, sendo que está rendendo muito menos do que é proposto e não obtêm rendimentos diários como o CDB do próprio Nubank, o ideal é diversificar os investimentos, e definir objetivos para curto, médio e longo prazo e diversificar os investimentos para tais objetivos. Acho que as escolas deveriam ser incentivadas a ter algo relacionado a finanças, pois infelizmente ainda temos muitas pessoas que pouco sabem o básico sobre contas bancárias, cartões de crédito, diferença entra conta poupança e conta corrente, quem dirá então sobre poupar ou até mesmo ter uma reserva de emergência para algum dia acontecer uma tragédia conosco!? Não culpo ninguém e sim culpo um sistema tradicional que á 100 anos estamos no mesmo sistema de ensino e educação. Somos incentivados hoje, a gastar mais do que nossa renda comporta e o resultado são quase 63 milhões de pessoas com o nome restrito. (claro, não estou entrando no mérito do desemprego, que parte disso está atrelado a isso)
Hoje temos vários meios para aprender sobre educação financeira, a internet está ai para isso, o próprio Youtube, acaba sendo uma baita sala de aula, existem vários videos bons e assim também existem vários videos ruins, cabe a nós filtrarmos esses videos ruins e direcionar o foco para esses bons que nos ensinam sobre finanças.

5 Curtidas

Nunca aprendi nada de finanças em casa, no máximo ir pagar conta na farmácia kk, de certa forma meus pais me ensinaram pelos erros cometidos por eles, pagar o mínimo da fatura, pagar juros de atraso de contas, gastar muito e se arrepender depois, não pesquisar bem em financiamentos, não guardar dinheiro para uma emergência, emprestar dinheiro para parentes e amigos que não costumam pagar a divida e por aí vai. Hoje está mais para eu ensinar eles, mas é difícil, pelo menos as taxas de bancos e anuidades de cartões eu consegui tirar.

Gosta de falar sobre dinheiro mas sem envolver o valor do meu salário, é mais em comparativo de bancos, cartões, descontos etc. Para falar de investimento não tenho nenhum amigo que goste do assunto kk, no máximo algum vem falar pra mim daquelas pirâmides kk, mas nada de Bolsa, FIIs, e Tesouro Direto.

Na escola que estudei tivemos uma aula de finanças do nosso diretor que era dono da Escola, acho que por ele ter o perfil de empreendedor foi atrás de passar esse assunto para a gente, mas precisa ter uma boa comunicação para atingir o público jovem, garanto como se existisse uma Nathalia Arcuri em cada Escola passando o conteúdo do Site/Youtube dela teríamos muitos alunos interessados.

3 Curtidas

Pessoal, amando as respostas de vocês! Pensei melhor e quero dedicar mais tempo a esse tema, já que ele é tão importante na nossa vida. Por isso, a newsletter da semana que vem será sobre outro assunto – previdência privada. Assim que o tópico “falar sobre finanças” sair, aviso vocês em primeira mão!

5 Curtidas

Aprendj desde cedo faltando um mes para fazer 12 anos comecei a trabalhar com meu pai desde então ele veio me ensinando mas de uma forma como a pouco tempo entendi depois de ler o livro pai rico pai pobre, estou investindo em tecnologia na area de mobilidade urbana (APPs), investimento do futuro, nao importa o tamanho e o dinheiro que você tem se trabalhar pra ele nunca tera nada, aprendi que é apenas fruto de nossas ações, modo de pensar, e pensamentos, nao trabalhe pelo dinheiro mas faça dinheiro trabalhar pra você.

1 Curtida