Nova Função: Padrinho de Crédito

Nova Função: Padrinho de Crédito

Se todo mundo quer crédito, então vamos dar crédito…

A NuBank poderia implementar uma nova função para a obtenção de crédito, uma espécie de PADRINHO.

Vamos supor que eu seja cliente do NuBank a um bom tempo e tenha um limite de crédito bem alto, tipo 12.000 mas uso frequentemente apenas 8.000 esse restante eu poderia ceder para um familiar, ou amigo, que está entrando na NuBank com um crédito baixo, tipo 50,00 reais.

Funcionaria como o INDICAR AMIGOS, mas de forma mais proativa, como eu sendo um padrinho de crédito, abrindo mão de parte do crédito que já me foi concedido, repassando esse crédito para a pessoa indicada, para que a NuBank possa fazer uma nova análise de crédito, levando em conta o histórico de pagamento do PADRINHO, seria genial…

O famoso: DIGA COM QUEM ANDAS E EU LHE DIREI QUEM ÉS…

Você quer ter mais crédito no NuBank, arrume um padrinho.

11 Curtidas

A ideia é boa, uns ajustes e ficaria magnífico.

Mas acho que a Nu tem prioridades em outros tipos de crescimento.

2 Curtidas

Sugestão interessante!

Mas o Nubank não concede crédito tão facilmente por causa do risco de inadimplência. Caso o “apadrinhado” fique devendo, o “padrinho” irá arcar com a dívida? Seria uma espécie de fiador?

12 Curtidas

Lembra aqueles casos de pessoas que estão com nome sujo pq “emprestaram cartão e o outro não pagou?” Então…

Mesma história com um ângulo diferente rs

7 Curtidas

Isso pra mim se chama fiador.

8 Curtidas

Sei la, acho isso muito arriscado, principalmente se tratando em relação de confiança entre pessoas onde envolve dinheiro. Também acho que o Nubank, não dispensaria tempo e dinheiro num projeto desse, se ele já tem sua própria forma de gestão e concessão de límite de crédito.

8 Curtidas

Exatamente. É semelhante a um fiador. E sabe qual o melhor conselho que se pode dar a alguém? “Não seja fiador de ninguém”.

11 Curtidas

Pois é, minha esposa ficou 3 anos negativada, por conta disso.

7 Curtidas

A sugestão tem uma boa intenção, mas sugere ao Nubank abrir mão de medidas preventivas na análise de crédito, e pode colocar em risco a saúde financeira do Nubank se os devidos cuidados não forem tomados.
A analise de crédito tem entre suas atribuições estabelecer um limite seguro para o cliente e para o emissor. Desta forma um limite baixo é aprovado para segurança do cliente ora aprovado. Um limite alto pode levar a inadimplencia e como consequencia gerar prejuizo.
Ainda assim seria necessário o valor sugerido ser aprovado pelo emissor.

Dizer para o emissor que o limite ora concedido é maior que o necessario e posso ceder para outra pessoa tem um outro peso negativo para quem cede. Ao faze-lo o limite disponivel será reduzido e pode gerar dificuldades para recuperar e como consequencia reclamação, ja que o cedente pode argumentar que teve o limite x e agora precisa do mesmo e foi negado aumento.
O mesmo não ocorre com o cartao adicional, onde o titular assume total responsabilidade pelos gastos do cartao adicional. Nesta modalidade o limite total é mantido, são concedidos ao titular e o mesmo decide quanto cada adicional pode usar.

Assim como em uma operação que exige fiador ou garantias, ambos devem ser aprovados na analise de crédito.
Na inadimplencia do contratatante, a responsabilidade recai sobre o fiador ou a garantia é executada.
Não pode a instituição abrir mao das boas práticas da análise de crédito em favor do cliente.

7 Curtidas

A sua ideia é boa, mas eu que não tenho coragem de fazer isso.

Primeiro, digamos que eu tenho 11 mil de limite, então se tenho foi pq o Nubank fez uma análise e me liberou esse limite. Se a outra pessoa não tem o limite que gostaria, é por que o Nubank deve ter os motivos de não ter liberado.

Segundo, isso chamamos aqui de avalista, caso Nubank liberasse essa função. E se a pessoa não pagasse,provavelmente o Nubank iria cobrar de quem cedeu esse limite. Então tou fora.

4 Curtidas

Talvez o cartão de crédito adicional seja dessa forma, e você assume o risco por disponibilizar o credito a pessoa.

3 Curtidas

Eu acho super interessante a idéia mas se a instituição financeira que tem tecnologia e mais dados e informações que nós não confiou o crédito é porque viu algo que impedia. É complicado a gente se envolver na vida financeira dos outros querendo ajudar e depois acabamos nos prejudicando rsrsrs
Essa função, caso surgisse, eu não usaria, da mesma forma que não daria um cartão adicional pra alguém.
Pode até surgir essa função algum dia mas certamente vão querer garantias, fiador, etc.
Obs: eu ja ajudei parente com cartão e foi só dor de cabeça…

2 Curtidas

Sim, é assim que o cartão adicional funciona.
O titular é o único responsável pelo pagamento das faturas.

Penso o mesmo, já tive muita dor de cabeça com cartão de crédito.
Para pocas pessoas, acabo abrindo exceção, mas tem uma regra, se me trazer problemas, nunca mais.

Concordo com voce, Essa função eu não usaria.
Quanto ao cartao adicional, até poderia solicitar, mas manteria o adicional sob vigilancia constantee ao primeiro sinal de problemas, pode ser cancelado ou bloqueado.

4 Curtidas

Isso chama-se fiador… Nós tempos de hj é pior ainda… Difícil fazer isso… O nubank deveria pensar como o banco Inter e o PagSeguro… A pessoa investe um valor e esse valor retorna como crédito no cartão… Pode parcelar e tudo como em um cartão de crédito normal… Caso o cliente fique inadimplente por um x tempo… Esse valor investido paga o débito do cartão e ninguém sai perdendo.

1 Curtida

Não usarei essa função. Não precisa inventar mágica nubank, libera limite que resolve.

1 Curtida

Bem vindo à Nu Community @nogueira.ec

Na verdade isso que você citou já existe no Nubank.
A única coisa que difere do Inter é que o dinheiro adicionado ao limite ainda não rende.

3 Curtidas

Legal Marcos… Mas pra mim não aparece… Já no inter já está disponível… Mas prefiro dar preferência pro nubank… Como podemos proceder?

O Nubank ainda não liberou pra todo mundo. Terá que aguardar.

er.nalldo endydealmeida dennydelacroix marcos_yi Mr.Xis Vittoria_Cunha Jgoncalves Kleber_Vieira1 ree gn.queiroz nogueira.ec Guilherme_de_Vargas

Obrigado por comentar.

Eu simplesmente amo essa comunidade, todos trocando ideias com respeito e civilidade.

Agora pense, se algum tempo atrás, alguém falasse: Vou criar uma conta sem tarifas, um cartão sem anuidade, um banco sem agências, um atendimento humanizado de primeira, e você não vai precisar sair de casa para resolver problemas relacionados a essa conta, vais resolver tudo pelo celular…

Muitos te chamariam de louco, que jamais daria certo porque não é assim que funciona, principalmente se essa pessoa fosse gerente de um banco tradicional de areia e cimento.

Depois de pronto, fica fácil dizer: Porque não pensei nisso antes?

Está aí o NuBank, para mostrar ser possível, o inimaginável, o improvável, a genial loucura que um dia alguém vislumbrou.

Como muitos citaram, eu também concordo que NuBank tem seus critérios para análise de crédito, mas também sei que é tudo automatizado, pois ter milhões de clientes não é para qualquer um, o intuito dessa função é dar subsídios para que o Nubank possa fazer uma nova análise de crédito, uma análise mais humanizada da pessoa indicada, vou dar um exemplo.

Estou tentando trazer todos os meus familiares para a Nubank mas está difícil, minha irmã fez a conta do Nubank, e agora após 4 meses foi liberado o cartão de crédito, mas para ela se livrar do bancão de areia e cimento em que ainda está presa pelo cartão de crédito que tem limite elevado, mas cobra anuidade.

Ela tem 3 fontes de renda, aposentadoria, trabalho formal e uma outra renda extra, que daria um limite bem maior se fossem levadas em conta na análise de crédito.

Mas como um banco não conversa com o outro, aí cria essa situação.

Seria neste tipo de caso que essa função ajudaria e muito.

Espero que com o OpenBank, onde suas informações financeiras são realmente suas, e você pode “levar” para outras instituições além do seu banco de areia e cimento, isso se resolva.

Seria neste tipo de caso que essa função ajudaria e muito, eu estaria disposto a abrir mão de parte do meu crédito para que fosse possibilitado essa nova análise para ela.

Explicando melhor: A parte de meu crédito que eu abriria mão não iria para o apadrinhado, é sim um sinal de boa fé para que o NuBank leve em conta para a nova análise de crédito humanizada, inclusive requisitando outros documentos que se fizerem necessários, como os comprovantes de renda, faturas de cartões, e outros documentos da pessoa analisada.

Ótimo feriado a todos.

4 Curtidas

Seria bom, mas como confiar um crédito para alguém usando o histórico de outra pessoa? Como saber se é um bom pagador?