Aplicar o dinheiro e viver de aluguel ou financiar imóvel?

A moradia própria ainda sim é o sonho de muitos brasileiros. Pensando como investimento, qual dessas opções você optaria: financiar imóvel com possibilidade em vendê-lo futuramente ou morar de aluguel e aplicar o dinheiro? Explique o motivo!

Se optar em aplicar, qual seria a sua ideia de investimento?

1 Like

Sem nenhuma dúvida esta opção, pois um imóvel financiado pode custar até 3 vezes mais o valor original do imóvel. E até quitar o financiamento, ele nem é seu. :handshake:

9 Likes

Eu acho sinceramente que depende muito da filosofia de vida de cada um, se o objetivo é simplesmente “multiplicar” o dinheiro então a aplicação para o mesmo render é o melhor caminho, agora se o objetivo é a realização de um sonho (que foi o meu caso pois sempre vivi de aluguel) e um melhor suporte e condição de vida para sua família penso que financiar um imóvel não é de todo ruim, ainda mais aqui na minha cidade onde os imóveis valorizaram muito. Mas isso óbvio é o meu ponto de vista.

11 Likes

O pessoal fala sobre “viver de renda aplicada”. Mas se tu botar no papel tu precisa de um investimento de pelo menos uns 150/200 mil para ganhar um montante de uns 1500 e 2000 mil. E eu te pergunto: “quem nos dias de hoje tem 200 mil pra dá assim?”
E agora com a taxação de dividendos esse aporte inicial tende a aumentar.

Eu juntaria, daria uma entrada gorda e financiaria a casa, daí sim depois tu aluga ela e vive de renda.

3 Likes

Essa questão eu acredito que varia muito de pessoa para pessoa e também da região e local onde a pessoa mora.
Se vc está em busca de uma carreira, e com ambições de crescimento, vale apena o aluguel, pois se vc precisar mudar de cidade não vai valer a pena ter um imóvel.

Porem se vc tem uma carreira sólida em um lugar enraizado, ai até vale apena adquirir um imóvel, e ai se organizar para pagar o financiamento o mais rápido para pagar o menor juros possível, se conseguir isso será um ótimo investimento.

12 Likes

Genial! Muito bacana o vídeo sugerido, excelentes esclarecimentos.

7 Likes

Eu também sou adepto dessa filosofia. Um outro ponto positivo, pelo menos aqui onde moro, é você poder alugar um imóvel bem melhor com o valor da parcela de um financiamento. Se o objetivo é qualidade de vida (meu caso), então o aluguel acaba sendo uma opção mais assertiva!

Inclusive é difícil convencer a família e alguns amigos de abandonar o “sonho da casa própria”! Eu mesmo já “realizei” esse sonho e vi que não era pra mim! :sweat_smile:

8 Likes

Não tenho cabeça nem psicológico pra criar uma dívida de 30 anos, não. Pra mim é uma questão de momento de vida.

Se for pra comprar um imóvel, não quero qualquer coisa. Quero um lugar bom, boa localização, confortável. Qualidade de vida. Então vou no pensamento do @endydealmeida. Prefiro alugar um lugar muito bom do que pagar financiamento em um lugar onde não me sinto bem.

“Dessa vida nada se leva”, haha.

4 Likes

Concordo com o @RogerioM que depende muito da filosofia de cada um. Se formos falar friamente, viver de aluguel e usar esse valor para investir é financeiramente mais interessante na maioria das vezes, pela flexibilidade de negociação, de mudança, etc. Sem falar que no momento de passar uma herança, é infinitamente mais fácil e menos custoso transferir valores do que transferir a titularidade de um imóvel. São casos em que o Leão da Receita morde seu patrimônio duas vezes seguidas, sem direito de defesa. É algo a se pensar.

Todavia, pense que somos nós que comandamos o nosso dinheiro e não o contrário. Se o sonho da sua vida é ter a casa própria, feita do seu jeitinho, com o seu quintal, não importa se você vai precisar gastar um pouco mais para realizar esse sonho. Não é um mentor ou um coach que deveria ser capaz de interferir nos seus sonhos com a promessa de lucro ou menos custos. É a sua vida.

Para a minha filosofia e modelo de vida, que gosto muito de viajar, que provavelmente vá precisar me mudar por conta do trabalho, que gosto de espaços pequenos e funcionais, que gosto de mudar de ares de tempos em tempos, imobilizar meu patrimônio e assumir uma dívida com um imóvel não faz o menor sentido. Um imóvel é um passivo, não há garantia de valorização e no caso de uma emergência, é um patrimônio que não tem liquidez, que demora para vender/alugar caso você precisa de dinheiro. Mas para outras realidades, pode ser completamente condizente e lógico.

9 Likes

Eu sou totalmente avesso a ideia de imobilizar dinheiro através de financiamento de imóveis como uma forma de investimento, mas isso é algo pessoal.
Meu sogro investiu em imóveis e construiu uma proteção financeira sólida, se a empresa dele fechar as portas, a renda dos imóveis o sustenta com muito conforto.
Tenho um amigo que pegou toda a economia da vida, comprou lotes e construiu flats/salas comerciais, a vida dele é super confortável e estável economicamente.
Esses são dois exemplos positivos, mas tenho amigos que estão amargando prejuízos enormes nessa hype de comprar imóveis (principalmente apartamentos) na confiança de que iriam valorizar em poucos anos. Resultado: o cenário esfriou, as parcelas são salgadas e tá aquele apto envelhecendo sem nenhum comprador enquanto sai lançamento atrás de lançamento.
Se for pelo meu conselho eu daria esse: fundos de investimento variados (easyinvest tá aí) 50% baixo risco, 35% médio e 15% alto risco.
Se for imobilizar, investe em terrenos, nunca em aptos. Lembrando que tudo tem custo de propriedade. Se vc comprar uma casa, tem despesas com manutenção, iptu, imobiliária, etc.

3 Likes

eu Optei por financiar o Imóvel…
pois morar de aluguel não é brincadeira não …
completei minha maioridade em 2003 consegui meu primeiro emprego . no mesmo ano ingressei na faculdade de Farmácia. em 2007 quando eu tinha 22 anos de idade financiei a Minha casa …
E no final desse ano Terminarei de pagar o Financiamento imobiliário e estarei livre de Pacelas :blush::blush:.
obs se eu não tivesse financiado o Imóvel até hoje estaria pagando aluguel …
minha opinião @fran_bsb

1 Like

Obrigado pela sugestão e por compartilhar sua experiência @Paula.Franca

1 Like

Eu já me peguei pensando muito nisso, hoje eu penso em juntar uma boa grana, aplicando em fundos e etc. e quando estiver em um bom emprego, em uma cidade que pretendo morar boa parte da minha vida, dar esse valor de entrada e financiar e menor valor possível.
Mas pretendo deixar uma boa grana de reserva de emergência e um bom valor em um plano de aposentadoria.

1 Like