Vamos falar de Agro!

Na década de 1980 o Brasil alcançou a autossuficiência alimentar. Mas até chegarmos nesse ponto,muitas águas passaram por debaixo dessa ponte.O país não produzia alimentos o suficiente para alimentar a sua própria população,por isso,tínhamos que importar alimentos.Foi só na década de 1970 que o Brasil deixava de ser um país importador de alimentos e se tornava uma superpotência agrícola,e hoje,ele está entre os maiores produtores e exportadores alimentícios do mundo.Não só produzimos o suficiente para a nossa própria população como também matamos a fome de tantas outras.
É triste saber que chegamos até aqui e que mesmo assim milhões de pessoas em nosso país está passando FOME😔.Por causa da corrupção,da desigualdade social e políticas públicas mal elaboradas. Pessoas buscam comida em caminhão de lixo em Fortaleza | Ceará | G1

Fonte: Forbes Brasil👇

12 Likes

E me vem aquela frase automaticamente na cabeça. agro é tech agro é pop agro é tudo

7 Likes

HAHAHAHA ia bem escrever…sincronicidade…preferi abster me.:slightly_smiling_face:

7 Likes

:rofl::rofl::rofl: quase que ia escrevendo no meu tópico também,mas como não estou recebendo nada para fazer a propaganda do plim plim achei melhor não kkkkk

3 Likes

Quantas mentiras num tópico só.

Você tem alguma fonte para desmentir a matéria citada no tópico?

5 Likes

Pra complementar o tópico, segue vídeo com gráficos ressaltando os 20 países que mais exportaram alimentos, de 1980 até 2020 (em dólares):

É possível notar que, nos anos de hiperinflação, a exportação de alimentos no Brasil teve uma retração, com estabilização relativa com o advento do Plano Real, sendo que a partir de 2003 houve uma retomada gradual nas exportações, que por sua vez, pode ser entendida como um reflexo da disponibilização de crédito “fácil” subsidiado pelo governo federal, que foi ofertado principalmente a grandes empresários, possibilitando grandes investimentos na área.

Mas como bem diz uma frase já bem conhecida na economia: “não há almoço grátis”. E a “conta” desse crédito fácil, isto é, credito com taxa de juros abaixo do praticado no mercado (com a diferença subsidiada pelo governo, ou seja, por nós cidadãos) chegou nos anos posteriores, bem como demais escândalos conhecidos envolvendo o governo federal daqueles anos.

Mesmo assim, é ótimo que o setor de alimentos no Brasil seja tão forte.

Só lamento que toda essa força de produção e exportação quase não exista em outros setores importantes também, como tecnologia (produtos manufaturados).

No Brasil não há uma marca nacional relevante de veículos, ou de semicondutores (processadores, bens de informática e eletrônica), ou demais produtos industrializados. Até existem empresas, mas não há o reconhecimento ou qualidades mundialmente reconhecidas.

Mas voltando ao tema… Acredito que o problema é mesmo como o @Samuel destacou… E acrescento que, além da corrupção, o país cobra uma elevada carga tributária aos cidadãos, sendo que essa grande verba arrecadada não é devidamente “devolvida” a nós através dos serviços públicos oferecidos pelo governo.

Na Educação, os cidadãos preferem escolas particulares; na saúde, preferem planos de saúde particulares, e a segurança pública é desvalorizada por muitos e às vezes nao recebe o treinamento adequado, com a rigidez adequada.

Na minha opinião, a desigualdade social é causada primariamente pelo próprio (des)governo, que não sabe gastar devidamente aquilo que arrecada, e ano após ano só sabe aumentar e criar mais impostos, além de desviar verbas públicas, é claro.

2 Likes

@Fernando_Figueired0,muito obrigado por comentar no tópico e por compartilhar o vídeo,massa mesmo,terminamos 2020 em 2° lugar,e isso só ajudou a confirmar a veracidade das informações prestas por mim.:point_down:

PERFECT

1 Like