Amigas, mamães e Nubankers

Olá, gente! Tudo bem com vocês? :grinning:

Estamos aqui para celebrar o mês das mães na comunidade! Por isso, aproveito pra falar um pouquinho de uma amizade e das histórias que acompanham duas colegas aqui do Nu (que são mamães!): @MoniqueC e @Leticia_S. :purple_heart:

É cada perrengue que vocês nem imaginam kkkkk

Elas sempre se encontram nas chamadas de vídeo da vida pra falar sobre as peripécias dos filhos (falaram que só faltam deixarem elas malucas): gritos, pular no sofá (novo), derrubar comida/ suco/ doce no sofá (novo), querer subir no colo durante a reunião, rabiscar todas as paredes da casa, abrir o armário da cozinha e derrubar todas as “tapoé”, abrir a geladeira pra roubar doce… Enfim, falaram que é tranquilo, viu?

itsfine

Mas então: elas se conheceram no Nubank, em um belo dia, durante o trabalho mesmo. A Monique tinha acabado de chegar (era funcionária nova) e tava com uma tremenda cara de “o que eu tô fazendo aqui?” com a Letícia pedindo pra ela atender uma ligação. Coitada.

zuzuperdida

A amizade delas foi se fortalecendo não só pelas fofocas hahahaha, mas também porque tem muita empatia envolvida: as realidades delas têm muitas semelhanças.

O fato de ambas serem mães, por terem uma história de vida muito semelhante, e reconhecerem uma na outra as dificuldades de conciliar a multijornada de cuidar dos filhos, profissionais e serem chefes de família CEOs das próprias casas, fez com que elas se identificassem e se tornassem melhores amigas pra sempre.

A Monique, por exemplo, tem duas filhas: uma de 11 anos e outra de 2 aninhos. Ela sempre batalhou muito pra conseguir completar seus estudos, mesmo com a filha mais velha ainda bebezinha. Enfrentou uma jornada por 4 anos cruzando a cidade pra estudar e trabalhar. Ela é a mãe do tipo “Rochelle”, que é linha dura, mas no fundo bem no fundo mesmo (brinks kkk), tem o coração mole, e faz de tudo pra proporcionar o melhor possível para suas princesas, que são o orgulho dela.

Já a Letícia, tem um filho de 3 aninhos, o amor da vida dela. Ela engravidou no último ano da faculdade e foi um super trampo. Na época ela não aceitava a gravidez e precisou de bastante tempo para se acostumar com a ideia. Olha, foram momentos bem complicados, mas hoje ela disse que, olhando pra trás, ela entende que tudo foi necessário e a deixou mais ligada do que nunca a ele. Agora ela não sabe viver sem, mesmo que seja também uma mãe “Rochelle!” e já falou: “não vou cuidar do bebê de ninguém!” :rofl: :rofl:

Enfim, é cada coisa que elas contam juntas, que só estando com elas pra saber.

Mesmo com o Home Office, elas continuam muito unidas, e passar por tudo isso juntas traz a elas uma força enorme, pois uma apoia a outra e juntas conseguem lidar melhor com os desafios da vida pessoal e profissional. Elas se ajudam em projetos no trabalho e essa relação não é só até a hora de bater o ponto, se estende pra todos os momentos da vida delas. É sobre isso: uma não solta a mão da outra! :purple_heart:

E vocês? Se lembram de alguma história semelhante à essa ou conhecem alguém como elas? Conta pra gente um pouquinho dessa história!

20 Likes

Parece que o sofá é a principal “vítima” das crianças pequenas! :sweat_smile:

O meu filho já pulou tanto e já derrubou tanta coisa no nosso sofá que eu nem ligo mais! Quando ele ficar maiorzinho a gente compra um novo, pois o que temos hoje não tem mais salvação! :rofl: :rofl:

6 Likes

hahahahah Certíssimo, Endy, nem vale a pena gastar com sofá novo por enquanto. :rofl: :rofl: Deixa o pequeno se divertir! :purple_heart:

3 Likes

Sim, eu ficava pulando de um para o outro…

4 Likes