Ferramenta de Riqueza - Métrica Financeira


Quem nunca… quis ser mais endinheirado do que já é? :wink: Alguém falou milionário? :rofl:Multimilionário? :sunglasses: lol

A questão é que para alguns entre nós já foi possível ter atingido este objetivo, pelo fluxo de dinheiro que já passou na nossa mão.

Ter o dinheiro e reconhecer o dinheiro são coisas diferentes.

E para ajudar na administração, nada melhor do que ter uma Métrica Financeira.

MÉTRICA FINANCEIRA

Métrica Financeira é uma estratégia de distribuição de riqueza, que ajuda no planejamento financeiro. Implica tanto nas tomadas de decisões quanto no aspecto emocional.

Aproveito para compartilhar o exemplo de uma métrica financeira que aprendi há alguns anos, com o Coach Paulo Vieira.

Inclusive já foi atualizada, mesmo assim escolho usar de exemplo a versão mais antiga por fazer o uso de mais distinções.

É relevante considerar que o importante é ter uma Métrica Financeira e não necessariamente usar esta ou aquela. Com o tempo você irá naturalmente adaptar às suas necessidades e realidades.

Você irá encontrar várias versões de Métricas Financeiras, cada uma com as suas peculiaridades espalhadas em vários livros, como por exemplo: Os Segredos das Mentes Milionárias, Me Poupe!, Do Mil ao Milhão.

Talvez não apareça com esse “nome”, ainda assim é fácil de identificar porque basicamente trata usando de valores percentuais de como distribuir as suas receitas.

E qual é a certa? Resposta curta e simples: aquela que funciona para você e consegue ajudar na sua realidade do momento.

Pegar um modelo de um multimilionário que consegue viver bem com apenas 05% da renda pagando todas as despesas e investe 75%, “torra” 10% e doa 10%, pode não ser uma boa estratégia para você, neste momento, se você vive de salário e tentando equilibrar as contas.

Se você nunca fez o uso de uma, sugestão da casa, comece por este modelo, use, acostume-se com ele, e então supere, evolua e faça o seu.

COMO A MÉTRICA FINANCEIRA FUNCIONA?

Em particular, este modelo apresentado é bem simples: você distribui a soma das suas receitas em 6 “potes”. Não literalmente em potes ok?! :wink:

A questão é criar vários destinos, o que pode incluir contas e aplicações separadas para cada um.

Para este modelo vamos ter 06 destinos distintos para seu rico dinheiro! :moneybag:

1º PAGAMENTO PESSOAL

Pagamento Pessoal é você se pagando primeiro! Depois de um mês suado, nada mais justo que destinar parte da renda para a sua carteira. E aqui pode se entender como a carteira no sentido material.

Por que fazer isto? Psicologicamente falando, é uma forma de auto reconhecimento pelo seu trabalho, ajuda também no aspecto visual, você ver disponível uma certa quantia em dinheiro de maneira acessível. Contribui na programação do seu subconsciente mandando a mensagem de abundância.

Ter o dinheiro em especie fácil e acessível ajuda a “atrair” mais dinheiro.

Você pode entender melhor como isso atua no seu subconsciente através da explicação do Dr. Lair Ribeiro, tempo 39:29 min, neste vídeo.

Como o vídeo sugere, não gaste este dinheiro.


Enriquecer Ambição de Muitos Realização de Poucos Dr. Lair Ribeiro

2º CONTAS A PAGAR

Imagino que você já entendeu a ideia e esteja tendo calafrios com a ideia de viver com apenas 60% de todas as suas receitas.

Se você acha difícil viver com 60% de tudo que ganha, ou ainda precisa de mais, isto é um sinal que você está vivendo no limite do seu degrau financeiro, ou indo além!

Se este é o caso, é virtualmente impossível ser próspero, não tem o que dispor para a construção de riqueza. Considera abaixar o padrão (por um tempo e propósito) enquanto está na construção da sua saúde financeira.

E este é um hábito financeiro comum: aumentar as despesas e o padrão financeiro sempre que a receita aumenta.

Faça os cortes e ajustes necessários, crie espaço para investimentos e oportunidades financeiras que ajudarão na construção do seu patrimônio.

Tenha objetivos bem definidos e aprenda a abrir mão do prazer imediato e passageiro em troca de um prazer posterior e duradouro.

Assita este TED Talk, um bom vídeo que pode inspirar e fazer entender melhor estes benefícios de adiar a recompensa imediata.

Por que fazer isto? Garante que você tem o necessário para construir a sua reserva. Especialmente se considerar que no futuro, no momento de sua maior necessidade, você pode não estar bem física e mentalmente para gerar os recursos que precisa para cuidar da sua saúde de maneira adequada e mesmo usufruir da vida.

Viver no limite das receitas estrangula qualquer chance de prosperidade.


Teste do Marshmallow, Joachim de Posada - Ted Talks [Legendado em Português BR]

3º INVESTIR - LONGO PRAZO

Talvez você ainda não saiba: 90% das grandes fortunas no mundo foram construídas. Bill Gades, Jeff Bezos e Warren Buffett, apenas para citar alguns.

Liberdade financeira é uma construção intencional.

Separar parte da receita é condição necessária para construção da sua fortuna.

Como disse antes, este é o modelo básico sugerido, pode ser outro valor, preferencialmente maior. Thiago Nigro - O Primo Rico - sugere que 30% deva ser investido. Proibido é ficar sem investir.

Por que fazer isto? Prosperidade é antes de tudo uma mentalidade. E o hábito de investir é peça fundamental. Além do que fica mais “divertido” e “gostoso” ao ver o dinheiro aumentar.

Além do que, em razão do efeito dos juros compostos sobre o tempo, quanto mais cedo começa a investir, menos recursos são necessários. Comece cedo!

4º INVESTIR - SONHOS

O que é a vida sem realizar alguns sonhos e desejos?

Invista nos seus sonhos e projetos. Separe uma quantia especialmente para os de médio e longo prazo. Com a estratégia financeira certa é possível “garantir” que eles aconteçam, sem comprometer o padrão de vida.

Nathalia Arcuri, por exemplo, começou um investimento destinado a sua viagem para os Jogos Olímpicos de 2020 em Tóquio.

Por que fazer isto? Adiciona prazer a vida e dá sentido aos sacrifícios feito no meio do caminho. Renova a energia e o prazer de viver. Viabiliza a realização dos sonhos, indo além do desejo.

5º DOAR

Doar é um bom negócio! E eu nem vou entrar nos méritos fiscais. :zipper_mouth_face:

Quantas vezes você quis ajudar alguém e não tinha dinheiro ou condições para fazer da maneira e na intensidade que queria. Talvez gostaria de ter ajudado mais ou em melhores condições.

Ao ter todo o dinheiro em uma única quantia, ajudar a alguém pode dar a impressão de estar comprometendo a própria sobrevivência pessoal ou familiar.

Agora se você já tem uma reserva destinada para ajudar ao próximo, não há porque ter receios. E é impagável a sensação, o bem estar de poder dar de maneira desprendida. É libertador.

Meu pai sempre dizia: “Você pode ter dinheiro, só não deixe o dinheiro ter você!”

Por que fazer isto? Quando você doa, você se coloca em uma posição de abundância.

Além do que a famosa frase “dinheiro não traz felicidade” perde o efeito quando ajudamos ao próximo.

Uma pesquisa mostrou que ficamos mais felizes quando usamos nossos recursos para ajudar ao próximo.

E outro ponto positivo, é que libera o coração da culpa do egoísmo e da preguiça. Agora você tem uma razão maior, mais nobre para possuir fortuna. A sua prosperidade é boa para os outros. Quanto mais você enriquece, mais pessoas você ajuda.

Talvez você fique satisfeito com pouco, afinal é para você mesmo. E se você entende que tendo mais, você pode compartilhar mais, talvez isto o anime a andar mais uma milha. Fora que o foco não é mais você, é o outro.

Lembra-se de como você se sentiu quando alguém que você ama, se importa, compartilhou uma alegria, conquista, com você?

No vídeo já mencionado do Dr. Lair Ribeiro ele fala mais sobre a importância de doar e partilhar. Tempo 15:27.

6º FAZER O QUE QUISER

Talvez seja só algo do meu tempo, desenhos de antigamente, tenho na memória algumas cenas de charutos sendo acesos com notas de cem dólares. Loucura não é verdade?!

Talvez você já teve o desejo de usar parte do seu dinheiro com algo trivial, supérfluo, que não tivesse que, necessariamente ter um propósito maior.

Agora você pode!

Vá e divirta-se! Agora você tem uma quantia destinada a isto.

T. Harv Eker em seu livro Os segredos da mentes milionária, ensina a ter uma conta para qual destinar o dinheiro do lazer, e ela deve ser zerada todo mês!

Respeitando o limite de 05% dos ganhos, seja feliz! :tada:

Agora, é possível que você prefira menos excessos e “fazer algo melhor” com esse dinheiro. Pode também. Invista este valor ou ajude mais alguém. É seu. Faça o que achar melhor. Ele está ali para isso!

Por que fazer isto? Estes 05% ajudam a ter flexibilidade. Você pode se dar um presente extra no mês, ou investir, ou ajudar mais alguém, ou… o que achar melhor.

Digamos que funciona como um “curinga” na manga para ser usando quando e onde for mais adequado.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

É importante lembrar que esse pode ser o primeiro passo para quem nunca fez o uso ou considerou ter uma Métrica Financeira. E pode servir de inspiração para quem tem conhecimentos mais avançados em Educação Financeira.

O proposito aqui não é apresentar o modelo final, e sim inspirar, conectar novas ideias, provocar para alguns discernimentos úteis.

Se você gostou do conteúdo e quer receber esta versão da Métrica Financeira ?
É só solicitar que eu mando o link para download para você.

Quer ajuda para criar uma Métrica Financeira personalizada e adequada para você ?
É só falar! :speaking_head: Estou aqui para ajudar. :handshake:

Feliz por compartilhar! :grin:

10 Curtidas

Uau! Que dica incrivel
É um desafio manter o Contas a Pagar em 60% kk mas muito bom, vou ler e reler

2 Curtidas

ola, mando o link por gentileza.!!

muito bom!!! :muscle:

1 Curtida

Grande @Emily_Cardoso, link enviado. Divirta-se! :grin:

1 Curtida