Quem precisa da anita?

           Com profundo pesar me dirijo a esta empresa no intuito de realçar a tristeza e preocupação que invade meu ser ao perceber que uma instituição financeira, que de longe, jamais precisaria de qualquer tipo de conselho ou análise de pessoas que não entendem de finanças, administração, investimentos tendências ou movimento de capitais, irá se valer de uma pessoa do meio artístico onde seu único bem capital é sua voz e corpo que somente servem para entreter pessoas com mentes vazias que não se preocupam com o dia de amanhã. Me desculpem mas não há qualquer conteúdo possível de ser aproveitado de forma a aconselhar o corpo administrativo do NUBANK afim de que possam realizar qualquer ato que venha a beneficiar os correntistas. Me preocupa ver o Nubank tentar se valer de uma, quem sabe, estratégia de marketing para atrair jovens usuários, que sim, podem até vir a usar os meios do sistema "NU". Talvez a agência de publicidade que passou essa ideia de colocar um rebolado como genial para o conselho administrativo pense que o estereótipo sexual venda bem a imagem do banco mas que na verdade acabará criando um mal estar nas feministas, nos conservadores, religiosos, e tantos quanto entendam que usar sexo para vender é abuso de moralidade seja a que nível for. O que esperar como conselho útil administrativo de alguém que foi chamada de "Anita Rousseff" após um discurso sobre a Amazônia. Ora vejam. Repensem esse ato falho e por favor coloquem as coisas em seus devidos lugares. Mentes bem formadas como conselheiros e rebolados nos palcos.

Grato pela atenção

1 Like

Para fins de organização, vou jogar seu post no tópico abaixo que é onde o pessoal está discutindo sobre esse assunto.

Mas fique à vontade para continuar a discussão por lá. :wink:

9 Likes

Uma postagem foi mesclada em um tópico existente: Anitta como membro do conselho Nubank