Sistema de pontos, como funciona na China


Na China, o governo, quer usar um sistema de pontos para educar o povo, dando bônus aos que se enquadrar no modo chinês robô.

Aqui no Brasil, vemos algo parecido, mas implantado por empresas privadas.

Isto é preocupante!

A pergunta é, o quanto você valoriza sua privacidade e liberdade de escolha?

Toda essa tecnologia está nos levando para um governo mais vigilante.

4 Curtidas

No Brasil. A saúde já é precária .
Imagina se isso fosse implantado aqui

2 Curtidas

Eu já havia lido algum sobre isso, será o novo sistema social chinês, baseado em pontos igual temos aqui para o sistema financeiro (SCORE), mas lá vai ser total, até um postagem ofensiva na internet (seja contra pessoas ou governo), você terá sua pontuação rebaixada, dependendo da pontuação você será privado de poder viajar por exemplo ou adquirir novos itens ‘supérfluos’, a ideia é que se você compra um video-game sua pontuação abaixa, se compra um livro sua pontuação sobe, sem falar do modelo que já ocorre aqui sobre os calotes, que a pessoa é negativada em órgãos de proteção ao crédito, só que lá os caloteiros estarão expostos em um mapa ao vivo do App, de acordo com o que eu li a ideia é constranger o indivíduo que pode pagar mas não paga porque não quer, o típico caloteiro. Não falaram nada sobre os que devem porque não tem como pagar.

Quando estava pesquisando sobre o sistema RCNN (é basicamente um segmentador/classificador de objetos utilizando aprendizado de máquina e inteligência artificial), para uma demanda aqui da indústria onde trabalho, eu caí de paraquedas na reportagem sobre o novo sistema social chinês (desculpe não ter mais o link), não tinha a mínima ideia desses sistema e nem pesquisava sobre isso.

Só que esse projeto necessita do uso de um modelo de câmera especial para reconhecimento facial (e de objetos), a maior fabricantes dessas câmeras (não me recordo o modelo mais) é uma própria empresa chinesa que vende principalmente para o setor de segurança pública chinês, existe até essa reportagem que mostra um como esse sistema leva somente 7 minutos para localizar uma pessoa no país (esse link foi fácil de achar, pesquisei somente por ‘reconhecimento facial em 7 minutos na china’ :rofl::rofl::rofl:).

Enfim nunca mais li nada sobre isso, e o projeto não foi para frente devido a necessidade de importar essas câmeras da china, havia uma demanda muito grande e a lista de espera também estava grande, inviabilizou o projeto, e vendo você falar sobre isso achei importante compartilhar o que eu sei a respeito.

Pra mim, isso daí ainda vai demorar, e se analisamos a história passada (e até recente se formos considerar as polemicas com os veículos do Google Street View, que conseguia quebrar as senhas WPA dos WI-FI das residências onde passava, e copiava conteúdo público da rede), a gente percebe que essa ‘violação de privacidade’ vem ocorrendo há muitos anos, o que muda é a forma como isso é feito, temos o caso da Alemanha nazistas que usava sistema de Rádio para escutas e localização de dissidentes próximo as residências, tem vários casos da CIA/NSA que ocorreram nos EUA, se você ler o livro ‘Sem lugar para se esconder’ do Edward Snowden, você vai excluir seu Facebook agora mesmo :sweat_smile:

Enfim, esse sistema Chinês ai vai ser só mais uma tentativa… Eu havia lido algum sobre “quanto mais praticidade você tem na sua vida, menos privacidade você terá”, é no final é isso que todos buscam, mais praticidade na vida, serviços mais ágeis, tarefas mais ágeis, automatização e qualquer outra coisa que torne a vida mais simples e permita que você tenha mais tempo para sua família e amigos, acho que li isso quando saiu a notícia sobre um download errado de gravações da Alexa (assistente virtual da Amazon, muito popular nos EUA), um cliente solicitou suas gravações e recebeu a de outro cliente, foi um caso isolado, mas isso abriu mais discussões sobre privacidade.

O que não se pode é generalizar, ler várias notícias como essa e pensar que qualquer nova tecnologia tem o objetivo de acabar com sua privacidade, você pode não acreditar, mas os chineses estão acostumados com esse tipo de vigilância, uma vez pesquisei sobre a moeda chinesa (para fazer umas compras kkk) e cai em um vídeo sobre cultura chinesa, o pessoal lá é muito curioso, ainda mais se for estrangeiro, querem saber o que você faz, quem é você e etc., parece que isso é da cultura deles, aqui essa vigilância não pegaria, tanto é que não há nada do tipo aqui, talvez essa vigilância extrema para localizar pessoas de forma rápida seja uma demanda da sociedade chinesa para solução de crimes, como não somos chineses (residentes) não sabemos ao certo, se isso é bom ou ruim para eles, se for usada para o mal qualquer pessoa pode ser perseguida, se for usada para o bem vai ser uma grande solução de segurança no país. Só posso afirmar a frase que já citei, mais praticidade = menos privacidade.

Existem muitas empresas responsáveis que trabalham para o bem das pessoas, erros acontecem, como o do download errado de gravações da Alexa, foi feito manualmente por um operador, errar é humano e principalmente, os sistemas são criados por humanos, o caso do Google Street View, se for verdade, poderia ter sido feito para analises de dados no objetivo de direcionar publicidade certa para a pessoa certa de acordo com sua localização, vamos concordar que é um saco você receber anúncios de coisas que não tem nada a ver com sua vida e nunca terá interesse em comprar, o Google vive de vender publicidade, eu posso te garantir que se os dados foram coletados, devem ter sido milhares de Terabit que são humanamente impossíveis de serem analisados e classificado, só podem ser analisados por robos que não sabem quem é quem, só classificaria que tipo de publicidade aquela pessoa naquela localização poderia receber de acordo com suas fotos e conversas, essa forma de agir não é certa, mas você não acha estranho conversar sobre objetos de desejo ou locais no WhatsApp/E-mail/Instagram e algum tempo depois aparecer anúncios relacionados aquilo que você conversou??? Essa coleta e análise de dados que os carros do Google tentou fazer já existe, só que de forma diferente… Você vai deixar de usar o WhatsApp por isso e perder a praticidade que ele provem porque está recebendo anúncios direcionados na internet? Eu nunca ouvi casos de vazamento de dados do WhatsApp, até o momento é uma empresa que trata dos dados de seus usuários com extrema responsabilidade.
O que deve ser feito e exigir ética desses humanos ao tratar de dados pessoais e sensíveis das pessoas na criação/manutenção de sistemas, respeitando as pessoas e principalmente sua privacidade. É possível avançamos nossas tecnologias mantendo a ética e respeito a vida das pessoas. Criar um ambiente de praticidade sem escancarar a privacidade da pessoa.

1 Curtida

De certa forma isso e bom, ter saúde, ser educado financeiramente, e se comportar como uma pessoa ética o problema começa só quando você falar do governo baterem na sua casa pedindo explicações.

1 Curtida