A revolução nunca acaba: Nubank + Chico Rei

Interessante, porém algumas ressalvas.
• O negócio do Nubank é financeiro e não vender roupas e acessórios. Gasta força e energia em algo que não é de seu portfólio.
Entendo a iniciativa de querer ajudar outras pessoas, fazer algo diferente, mas está fazendo igual a todos. Primeiro foca no que é pertinente ao seu mercado, ajude com empréstimos com juros baixos, aplique taxas de juros menores que o mercado e não somente não cobrar tarifa, ou ter um atendimento wow, ou ter um blog.
• O Nubank como instituição financeira ou startup, não importa a nomenclatura é financeira, não tem em seu portfólio de clientes, somente as ditas minorias.
Nada contra, mas essa questão acho que mais divide do que une.
O nosso País é continental, temos sob nosso teto milhares de grupos ditos como minorias e minorias que as vezes tem menos chance do que estas defendidas por vocês (e por muitas outras instituições e ONG’S), no meu ponto de vista não estão fazendo nada de diferente e sim, “O mais do mesmo”.
Já pararam para pensar que nas periferias das grandes cidades, nas cidades do interior do Brasil e dos Estados, não é formada somente por negros ou brancos, heterossexuais e homossexuais? Que temos uma grande e bela diversidade de pessoas? Que quando ajudam apenas um grupo de nicho excluem outros milhares? Que tal se, já que resolveram entrar nessa vereda, tentassem ajudar um grupo de pessoas que é muito, mas muito maior que são os que vivem a margem como citei acima? E pasmem com produtos que são do portfólio de vocês, como também já citei.
Sou de uma pequena cidade do interior, de família pobre, mas eu, com minhas forças, com meus próprios braços arregaçei as mangas e sai para o mundo em busca de um futuro melhor, e pasmem, consegui, sem ajuda de governos ou ONG’S, mas sim ajuda de pessoas que confiaram no meu trabalho e inteligência.
E nem por isso, acho que o mundo está em divida comigo, pois meu futuro depende somente, única e exclusivamente de minha pessoa.
Sou muito feliz por tudo que conquistei com a ajuda de pessoas que confiaram no meu trabalho e não pelo fato de ser pobre, amarelo, gordo, magro, etc.
Repensem, pois ao invés de unirem podem estar separando.
Quem merecem as chances é o ser humano de forma geral e não o X ou Y.
Forte abraço.

Pausa para texto motivacional:

"O que importa não é o homem que critica ou aquele que aponta como o bravo tropeçou, ou quando o empreendedor poderia ter atingido maior êxito.

Importante, em verdade, é o homem que está na arena, com a face coberta de poeira, suor e sangue; que luta com bravura, erra e, seguidamente, tenta atingir o alvo. É aquele que conhece os grandes entusiasmos, as grandes devoções e se consome numa causa justa. É aquele que, no sucesso, melhor conhece o triunfo final dos grandes feitos e que, se fracassa, pelo menos falha ousadamente, de modo que o seu lugar jamais será entre as almas tímidas, que não conhecem nem a vitória, nem a derrota."

Theodore Roosevelt

Voltamos a programação normal.

11 Curtidas

Só falou verdades, mas o deboche veio. Triste isso :neutral_face:

Sim, Theodore Roosevelt foi o presidente mais debochado dos EUA.

6 Curtidas

Por isso a comunidade está dessa forma.

Cara, ele morreu em 1919, então penso que ele não tenha culpa, se analisarmos bem nem havia internet naquela época.

2 Curtidas

Pobre criatura.

Sim, mas é o destino de todos nós né, fazer o que. E ele não sofreu, morreu durante o sono.

3 Curtidas

É, mas sei lá, talvez o fato dele ter.morrido dormindo não queira.dizer que ele não sofreu, dependendo do que foi ele pode ter sentido muita dor antes de partir.

@Nina_B.P Olha que eu mando viu, você merece! Qual a sua favorita?

8 Curtidas

Opaaa, eu aceito! Linda postagem! EU adoro a cor lilás. Você acertou!:star_struck::kissing_heart::wink:

2 Curtidas

que sucesso!!!

1 Curtida

Isso mesmo, os caras estão começando a desfocar o negócio, querem chamar muita atenção ou será a soberba que subiu a cabeça.
Como já comentei esse negócio de arrecadar dinheiro para ajudar minorias pode ser tiro no pé, ajudem as pessoas quem vivem a margem de forma geral e não só amarelo, o gordo, o dentuco, etc.
Mas de outra forma, sem desfocar o negocio.

Eu tenho quase certeza de que a equipe que desenvolve novos produtos financeiros e trabalha com a programação do aplicativo não é a mesma que atua na equipe de marketing com a divulgação da marca.

Sem falar que a Nubank não está fazendo algo inédito, está apenas cumprindo com uma determinação legal contida na Constituição :point_down:t2:

Art. 170. A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios: (…)
III - função social da propriedade;

Mas eu entendo a origem do seu raciocínio, é tão difícil ver alguma instituição privada seguindo as regras que de início estranhamos mesmo.

7 Curtidas

Como já falei em meu comentário, faça essa função social, oferecendo produtos advindos do “negócio” da instituição, empréstimos com juros baixos a pequenas empresas, a pessoas de baixa renda, educação de financeira às pessoas que desejam, cursos on line grátis e não somente levar ajuda a um grupo ou outro.