Caso sobre transação desconhecida

Um cliente do Rio Grande do Sul será indenizado pelo Nubank . Isto porque o cliente identificou transações em seu cartão de crédito que ultrapassaram o valor de R$ 5 mil em compras desconhecidas em um período de aproximadamente uma hora. O cliente estava fora do país no momento dos débitos em seu cartão.

A juíza do caso, Carmen Luiza Rosa Constante Barghouti , disse que o Nubank não colaborou com provas concretas para tentar se livrar do processo, o que deu vitória ao cliente.

“O que eu acho mais interessante é a parte do banco não colaborar”.

Quando tive problemas com.nubank foi da mesma forma.

Perguntamos A, respondem B. Desconversaram o quanto puderam. "

Eita, graças a deus nunca tive problema com o meu roxinho

1 Like

Isso é muito bom. Por outro lado. Até mesmo um problema pode ser algo bom nesse caso.

São nos momentos como esses que podemos dizer se uma empresa é séria ou não. Se ela pensa no cliente ou não.

Vejo uma minoria aqui que não aceita de maneira alguma que Nubank não é tão diferente de outros bancos como eles acham que é.

É na hora do " aperto" que vemos realmente qual é a real face da empresa.
Nubank se recusou por mais de um ano, mais de um ano. Atualizar no aplicativo, que eu tinha quitado meu cartão. As desculpas foram várias.
Uma dor de cabeça!!!

Assim como alguns, eu admirava os serviços oferecidos por essa empresa.

Até ter minha primeira dor de cabeça.

Solidarizo-me a sua “dor de cabeça”, mas devo dizer que nunca tive um probleminha sequer com o roxinho. :partying_face: Minha família “inteira” (a juventude) usa e até agora, só sucesso! Mais uma vez, lamento seu transtorno. :disappointed_relieved: Porém, esse tipo de situação não é regra aqui. E em relação a matéria… se quiser saber se me preocupo: eu, não! Não interfere na minha experiência com a empresa. Às vezes, é até bom que isso aconteça para que a empresa não se ache no auge da eficiência e continue a melhorar. Anota aí, depois de tudo isso o Nubank só vai melhorar. Até porque nenhuma instituição é a Perfeição, não é mesmo?! Alguns bancões, chegam até a enviar cartão sem a solicitação do cliente! Absurdo? Pois é! :sweat_smile: Aqui a pegada é: se errar, buscar aprender com o erro.:rocket: Que bom que a justiça foi feita ao caso e blá blá blá! :kissing_heart: Bate aqui, meu brother! :raised_hand_with_fingers_splayed:t2::boom:

5 Likes

Nisso eu concordo. São nos momentos em que mais precisamos é que a gente consegue realmente ver como a empresa se porta.

Comigo foram somente experiências positivas, felizmente. Já tive uma tentativa semelhante de fraude em meu cartão que foi prontamente resolvida.

Eu só queria entender o problema que esse cliente teve, já que as compras foram realizadas no cartão dele quando ele estava fora do país. E pelos relatos que leio e pelas experiências que tive, esse tipo de situação é facilmente resolvido.

5 Likes

@endydealmeida Endy, é mais comum do que imaginamos essas intercorrências. Sem contar que, dificilmente juiz vai condenar como foi o caso, se a empresa não tivesse " pecado" de uma maneira bem grosseira.

É muito comum ver o consumidor se ver desamparado, diante de uma situação assim, onde alguns consideram apenas um “dissabor”. Esquecendo que o dano moral é algo muito sério. E o que as empresas as vezes fazem por terem poder é algo até desumano em alguns casos.

Trabalhei em multinacional e nacional de grande porte. Em momento algum tratei um cliente como se fosse mais um número.

Sempre pensava (esse senhor poderia ser meu avô, avó, irmãos tios etc). É um ser humano com problema do outro lado da linha.

Seria interessante saber mais sobre o caso como ocorreu e etc., porem tem outro detalhe a reportagem não especifica em qual instancia se deu a condenação e se cabe recurso, esse processo talvez ainda corra mais uns anos para uma decisão final, esperamos atentos a os próximos capítulos

5 Likes

@William_Peixoto

Tem um pouco mais de informações Wiliam.

Nesse endereço possui o número do processo.
5004376-33.2020.8.21.0017

O consumidor estava no exterior ainda por cima. Alem de todo problema.

Eu entendo ele, pq já estive (ainda estou) na " mesma situação) . Quando digo mesma situação me refiro ao descaso do nubank.

Conheci os dois lados do nubank.
Aquele “amigável”. E outro que não é nada bom e não condiz com o que costumava ver.
Enfim. Esse caso demonstra que, mesmo sabendo do poder dos bancos e instituições ainda assim existe recursos para diminuir injustiças cometidas