Como convencer o publico Master?

Tenho notado uma certa resistência do publico “Master” com relação ao cartão de crédito do NuBank, mas nada se compara a desconfiança quanto ao que diz respeito a NuConta.
Digo isso porque eu faço uso da maior parte dos serviços dispostos pelo NuBank (Crédito, Conta, Salário e Rewards) e tem uma pessoa na minha família que esta prestes a se aposentar e vai perder isenção de taxas do seu banco atual por conta do desvinculo com a empresa em que esta registrado atualmente, e considerando que sua renda deve diminuir ao parar de trabalhar o mesmo se mostrou preocupado com as taxa abusivas cobradas pelo banco no qual é cliente hoje.
Na minha opinião o NuBank pode ser uma excelente opção para fugir desses bancos “Estelionatários Profissionais” (NuBank só não é perfeito por cobrar pelos saques) Porém, tudo que é novidade gera incerteza e insegurança, e isso é tudo que um aposentado acostumado com sistemas bancários engessados e burocráticos não quer.

Moral da história: Não consegui convencer o futuro aposentado a migrar para NuBank devido ao seu perfil “padrão conservador” tão comum entre o pessoal de mais idade. Talvez essa promessa de juros menos, isenção de taxas, e conta rendendo mais que a poupança pareça algo fora da nossa realidade atual, sem contar o fato de não existir agencias físicas, caixas eletrônicos próprios e propagandas no formato padrão.

Será o que o NuBank possui uma estratégia para absorver esse publico? Ou prefere focar na nova geração e aceitar um crescimento gradativo menos agressivo?

9 Curtidas

Parabéns pela discussão levantada. É de imensurável importância. Talvez seja mais importante do que para nós, jovens, a saúde financeira para as pessoas mais velhas, sobretudo as não ricas. Noto uma resistência muito forte, teorias da conspiração, insegurança, medo, etc, delas com esses serviços menos presenciais. Uma limitação muito forte, penso eu, é a dificuldade pra lidar com celular e aplicativos, falta de confiança em si próprios para lidar com tecnologia “e coisas da internet”, em suma falta de familiaridade e de esclarecimento em assuntos importantíssimos. Seria um enfoque com grande impacto social. Um desafio. E claro, a ideia fixa de que é impossível um serviço como Nubank.

3 Curtidas

Quanto a NuConta, ela é uma ferramenta ótima, mas realmente é o que mais gera isso, é fato que se tem que apresentar as vantagens uma a uma, para converser, até porque a maioria não acredita no 0 taxas e rendimentos.

1 Curtida

Fato, as pessoas ficam espantadas quando falo que recebo pela NuConta, e que tenho a conta no Banco do Brasil ainda, só por preguiça de ir fechar.

1 Curtida

Que tópico interessante, @LuganoSM! E muito bem comentado pelo @rafaeldefazio. Se posso acrescentar algo aqui, talvez seja o argumento de que o Nubank, principalmente no que se refere a NuConta, utiliza os valores depositados por seus clientes para investimentos em títulos públicos, e repassa, assim, 100% do CDI para o rendimento de seus usuários. Portanto, o Nubank oferece a solidez e a rentabilidade que a mais segura forma de investimento pode oferecer: os investimentos no Tesouro. Para além disso, recentemente foi divulgado que o Nubank se vinculou ao FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Este permite recuperar até R$ 250 mil em depósitos ou créditos em instituições financeiras em caso de falência, intervenção ou liquidação. Tudo isso incrementa a segurança em uma Instituição que através das práticas financeiras pode ser considerada bastante sólida. :purple_heart:

5 Curtidas

Ótimo tópico! Eu não sei o que o Nubank poderia fazer para captar essas pessoas, infelizmente acho que algumas nunca deixarão o banco tradicional, mas você pode tentar convencer essa pessoa mostrando notícias do Nubank nos grandes veículos de imprensa, consegui convencer algumas pessoas assim.

1 Curtida

Esse cenário só mudará com o tempo. No inicio, a média de idade dos clientes do Nubank era de 21 anos e atualmente está em 31 anos.
Para uma parcela dos Masters, ir ao banco é quase um ritual diário e muitos resistirão em abandonar esse hábito.
Outro detalhe, é que esse público não pode ser atingido apenas através das mídias digitais - tem que ser também de forma prática e pessoal.

2 Curtidas

Creio eu que esse tbm seria um dos maiores problemas, para quem é mais idoso e não ter tanto contato com aparelhos celulares modernos e tecnologias atuais. Apesar do app do @Jhonatan.bc ser super fácil e intuitivo de se usar. Acredito que daqui a algum tempo essa situação irá mudar. As pessoas antigas estão tão acostumadas com as burocracias e modelos dos bancos padrões que têm medo da mudança, não acreditam que uma conta-corrente possa render mais que a poupança tradicional, a não cobrança de taxas na conta e anuidade do cartão, sem falar da ausência de agência física, são esses “mitos” que devem ser quebrados. Acredito que algum dia estarão mais abertos ao novo e quebrarão esse gesso.

1 Curtida

Tô na faixa dos 50 e amando o Nu :smiley:
Uso Nuconta e crédito.
:heart_decoration:
Eu que apresentei o Nubank para minhas filhas na faixa dos 20. Elas também ficaram fãs!
Mas acho que aos poucos o pessoal mais velho vai descobrindo as muitas vantagens!

4 Curtidas

Faltam detalhes para o Nubank se tornar um banco completo. Como nosso amigo @rafaeldefazio muito bem disse, há uma resistência principalmente dos mais idosos com perfil conservador. A falta de agências ainda é impactante pra eles.

1 Curtida

@analuiza obrigado por compartilhar a experiência :grin:

1 Curtida