Dicas para iniciantes: como escolher ações na Bolsa?

NUI-NUC-Iniciante (2)

Quer investir na Bolsa de Valores e não sabe por onde começar?

Confira este guia para iniciantes e saiba quais são os passos e o que deve ser considerado antes de escolher a primeira empresa para investir!

Antes de tudo: saiba que investir em ações envolve riscos! Ou seja: não existem garantias de retorno e você pode perder seu dinheiro. É preciso se informar bem, ok?

1 - Quite suas dívidas e tenha uma reserva de emergência!
Como já falamos em outros posts, antes de começar a investir em qualquer categoria, é importante que sua organização financeira esteja em dia, ok? Afinal, os investimentos nunca vão conseguir competir com os juros da inadimplência.

Além disso, após ter uma organização financeira e antes de investir em ações, é importante ter sua reserva de emergência, que é o dinheiro que você vai usar para qualquer imprevisto financeiro!

2 - Estou começando agora…
Está se questionando se já pode começar direto pelas ações?
Aviso importante: só comece a investir em ações após saber seu perfil de investidor e depois de construir uma reserva de emergência!

O recomendado é que, para fazer a sua reserva de emergência, você aplique em investimentos de renda fixa.

A renda fixa é um tipo de investimento conhecido por apresentar riscos menores e maior previsibilidade, então é o melhor lugar para você aplicar sua reserva de emergência antes de investir em ações.

Afinal as ações são um tipo de investimento de alto risco em que não é possível saber o quanto seu dinheiro vai render até o final da aplicação. Por isso o perfil de investidor é muito importante, pois ele mostra o quanto de risco você está disposto a correr. Até mesmo os investidores mais experientes precisam saber o perfil de investidor!

3 - Comece aos poucos e pense sempre no longo prazo!
Ações são um investimento muito volátil e de alto risco – ou seja: existe muito sobe e desce no preço das ações e o investidor pode ganhar e perder dinheiro muito rapidamente. Então comece aos poucos! Só invista em ações o valor que não precisará usar no curto prazo. Pense sempre em ações como um investimento de longo prazo, ou seja, o retorno dos investimentos não é imediato e pode vir ao longo dos anos.

4 - Como escolher uma ação?
Depois de ter uma reserva de emergência aplicada em renda fixa, saber seu perfil de investidor, uma grande dificuldade do investidor que começa a investir em ações é saber como escolher uma ação para investir entre tantas empresas como opções.

Dica 1 - Você pode buscar ajuda de especialistas, como as carteiras recomendadas disponíveis no Nu invest. Nelas, nossos especialistas selecionam uma série de ativos diversificados para investir.

Dica 2 - Já ouviu falar no efeito manada? Ele significa fazer um investimento só porque outras pessoas estão fazendo. Cuidado com isso!

Se está começando agora, uma opção é escolher ações de empresas que você já conhece o segmento ou se deparou no dia a dia, assim fica mais fácil entender o ramo em que essa companhia atua e você consegue ter uma noção melhor se ela continuará crescendo nos próximos anos.

Dica 3 - Para escolher em quais empresas investir é fundamental saber como está a situação da companhia.

Sempre estude o mercado, a empresa, as variações e notícias do dia a dia que podem impactar sua vida financeira. Pesquise para entender cada vez mais o mercado, assim você estará mais preparado para enfrentar a volatilidade do mercado de ações!

Nos canais Nu invest (Instagram e YouTube) você tem acesso a diversos conteúdos sobre educação financeira. No blog do Nubank e no site Investnews você também encontra informações e análises sobre economia e investimentos.

5 - Diversificação
Você sabe o que é diversificação? Já diz o ditado: não bote todos os ovos em uma mesma cesta. Diversificar seus investimentos significa não investir em um ativo só. Não colocar o seu dinheiro em um único tipo de investimento pode diminuir os riscos e aumentar o potencial de ganhos no longo prazo.

No caso das ações, diversifique as empresas, mas não pulverize! Ou seja, não saia colocando seu dinheiro em centenas de empresas, diversifique num número de empresas que você consiga acompanhar com frequência a situação delas no mercado.

Diversifique também nos segmentos e não apenas nas companhias. Assim, você não se expõe a riscos semelhantes.

Quer saber mais sobre ações para iniciantes? Então confira a Live que fizemos no dia 10/11! Essa Live é para você que quer começar a investir na Bolsa!

Avisos importantes:

Nós precisamos te dar algumas informações sempre que falamos de ações. Ações são consideradas investimento de renda variável e, portanto, estão expostas a diversos riscos, inclusive o risco de oscilações do mercado. Confira aqui outras informações sobre o investimento em ações.

34 Likes

Parabéns pelo post, @Victoriaferreira!

Principalmente pra quem está iniciando, creio que o ideal é investir em renda variável somente o valor que definitivamente não te fará falta a qualquer tempo, já que não há garantia de retorno mesmo no longo prazo.

16 Likes

Boa.

Começar pelo perfil conservador e depois ir aprendendo mais sobre ações e assim se deslocando para intermediário, até o avançado.

Claro que não é uma regra. Se você prefere ficar no conservador. E um negócio seu. Vão existir críticos nós grupos de Facebook? Vão, se eles souberem. Mas, pq? Pois, eles apanharam demais. E quer que as pessoas apanhem tbm pra aprender. E hoje não é assim, tem os canais como mencionado.

Vamo que vamos. O mundo é dos investimentos.

Oii pq como nada nu

Weslley fala Fonseca tenca

Bolsa não é para amadores…

2 Likes

Comecei a investir na bolsa esse ano, justamente onde está tudo em queda praticamente rs Mas antes disso, criei minha reserva de emergência em investimentos conservadores, dessa forma me sinto muito tranquilo com as oscilações da bolsa.
Sigo pensando no futuro, investindo em ações de empresas que confio.

2 Likes