Educação financeira x filhos

#1

Pra quem tem filhos vale a leitura

7 Likes
#2

Eu guardo o meu dinheiro pra mim, e dessa forma vou poder ajudar meus dependentes e ensiná-los a guardar o deles. Senão eles não vão valorizar o que demorei tanto tempo para juntar.

1 Like
#3

quando eu fiz 18 anos meus país me deram uma casa e carro mais uma quantia que investi e vivo dos dividendos, ainda pagam a maioria das minhas contas porque não tenho renda suficiente para isso. acho injusto se um dia tiver um filho e não fazer a mesma coisa para ele

1 Like
#4

Rapaz sortudo :rofl: (com todo respeito)

#5

Acho que a ideia é o famoso “ensinar a pescar” também estou fazendo um "pé de meia " para as minhas filhas como uma ajuda pra começarem suas vidas, mas vou incentiva-las a serem independentes pra ganhar e investir o seu dinheiro , mesmo porquê posso vir a faltar a qualquer momento e elas tem que estar preparadas

3 Likes
#6

Exatamente @Erica_Ferreira e @Wagner_Rallo_Ferreir.

Eu entendo a preocupação da postagem no blog, vejo muitos exemplos de pessoas juntaram dinheiro para os filhos e eles além de torrar tudo não pareceram sequer dar valor ao ato.

Mas aí vc vai ver e a família nunca “integrou” essa criança/adolescente junto às finanças da casa, nunca explicaram o trabalho que dá para ganhar e guardar uma parte, deixar de fazer coisas em prol de um projeto futuro. Além de darem o que podem e o que não podem para eles, criando assim pessoas dissociadas da realidade, imediatistas e imaturas financeiramente.

Eu guardo dinheiro para o meu filho desde que ele nasceu pq sei o poder que 216 meses tem na questão do juro composto. Mas tão logo seja possível quero que ele faça parte da vida financeira da família e espero q ele absorva esses conhecimentos que queremos passar.

Gosto muito de uma frase que aparecia naquele seriado “Eu a patroa e as crianças”.

Júnior

  • Eu não preciso me preocupar com nada, eu sou rico!
    Ao que o pai dele responde.
  • Nada disso, você é um rapaz pobre, com pais ricos.
1 Like
#7

eu acho mais importante que os país guardem dinheiro para sustentar os filhos durante a faculdade para que eles foquem apenas nos estudos e mantenham a saúde física e mental durante esse período da vida, até mesmo ajudar os filhos financeiramente no começo da carreira profissional do que dar tudo para eles.
no meu caso tem uma história um pouco complicada por trás, mas meus país me proporcionaram três conquistas que eu não vou precisar trabalhar para conquistar e como eu falei acho injusto até mesmo um fracasso da minha parte eu não puder dar a mesma coisa para meu filho visto que todo o dinheiro que eu ganhar com meu emprego não vou precisar juntar para ter essas coisas

#8

Ótima matéria e de fato aprendei muito sobre finanças com meus pais, sempre os acompanhei na hora de fazer compras e principalmente na hora de pagá-las. Meu pai sempre ensinou que nunca devemos comprometer mais que 30% do salário porque nunca sabemos a emergência que surgirá amanhã!
[momento relato pessoal que me fez crescer pessoas financeiramente]
Bem meus pais sempre deram tudo para mim e minha irmã, sempre tivemos muitas, roupas, sapatos, brinquedos etc, mas minha minha todos os anos no fim do ano nos incentivava a doar aquilo que não usávamos para um abrigo de crianças que tem próximo a minha casa (isso é muito importante para as crianças não crescerem adultos mimados e egoistas)
Mas eu me lembro que quando tinha 14 anos e queria “começar a sair” pras festinhas, cinema, etc, minha mãe falou assim: Se quiser dinheiro pra isso vai ter que trabalhar!
Foi a melhor coisa que ela fez, eu lavava e passava a roupa de uma vizinha (isso há quinze anos atras), ganha 60,00 por mês e no primeiro mês gastei tudo numa balada em um único dia e fiquei SEM NADA O RESTO DO MÊS!!!!
Quando fui pedir dinheiro para sair, minha mãe perguntou do meu ‘salário’ e tive que responder que gastei tudo (ela quase me matou), fiquei sem dinheiro e tive que esperar no fim do mês para ganhar dinheiro de novo…
Assim, aprendi a ganhar dinheiro com o meu literalmente suor, gastar e guardar.
É como o artigo fala:

Agora, se você é uma pessoa que planeja as finanças, investe com regularidade por mais que seja um valor pequeno, mostra o valor real do dinheiro, está dando um exemplo que não tem preço e que acompanhará a vida de seu filho para sempre. Isso é muito mais valioso que deixar dinheiro guardado para ele.

Tive um ótimo exemplo com meus pais, mas ainda assim fiz uma escolha errada!
Foi muito bom para mim, aprender com o próprio erro é a melhor coisa que pode acontecer na vida!

2 Likes
#9

Nem sei o q falar, mais creio q tem q ensinar desde novinho

#10

Achei interessante uma frase do Jack Chan sobre herança. Ele fala: “Eu não deixarei nada aos filhos pois se eles forem capazes, terão seu próprio dinheiro, se não, apenas desperdiçariam o meu”
Claro que devemos dar todo o suporte necessário, mas todo o dinheiro que entra fácil, sai fácil.

3 Likes
#11

concordo com isso.

#12

Eu estou guardando o dinheiro para o futuro da minha filha, mas assim como você, quero ensinar ela a valorizar, trabalhar para ter o próprio dinheiro, assim quando eu der algum dinheiro para pagar faculdade, ela dará muito mais valor e pensará em me deixar orgulhosa do meu investimento, porque não basta dar dinheiro, tem que ensinar a valoriza-ló.

2 Likes
#13

Creio que a necessidade de um cartão kids não seja com o interesse de poupar, mas como forma de usar no dia a dia. Tecnicamente é possível disponibilizar um segundo cartão que compartilha do seu limite. Nesse caso você seria o titular, colocaria um limite no cartão adicional e controlaria os gastos do seu filho. Já imaginou? Saber exatamente com o que o seu filho gasta é algo que vai de encontro com a educação.

1 Like