Investimentos que rendem mais

Acho um absurdo colocar para render a 6,40% ao ano, e emprestarem a 2% ao mês, infelizmente isso talvez nunca mude.

6 Curtidas

Amigo, todo serviço é remunerado e incluí custos e riscos. Estes custos são pagos por quem utiliza o serviço

2 Curtidas

Não tem como adivinhar se vai mudar. Por isso temos que aprender a organizar nossa vida financeira e não contar muito com milagres haha.

3 Curtidas

Fiz uma votação sobre o assunto, segue o link abaixo! :smile:

2 Curtidas

Sim mas o que acho ruim é pegar o dinheiro investido para emprestar a alguém com juros absurdos.

3 Curtidas

Bem-vindo ao Brasil kk

1 Curtida

Somente pode ser emprestado o dinheiro depositado para o investimento em RDB, recentemente lançado pela NuConta. O dinheiro investido em títulos federais permanece sendo separado do patrimônio Nubank de acordo com as regras do BC.

3 Curtidas

Em todo lugar e assim :smirk:
Isso acontece porque emprestamos nosso dinheiro para investirem nas empresas e/ou reemprestarem. Então, precisam tirar o lucro e nos pagarem capital + juros.

1 Curtida

O Nubank é uma instituição financeira que visa o lucro em primeiro lugar e 2% ainda tá bom, pior é meu banco físico que cobra 3% !

3 Curtidas

Fala xará @Danilo_Takayassu, tudo bem?

infelizmente isso talvez nunca mude.

Sim, provavelmente não mude mesmo.

Entendo sua indignação, mas ela tem alguns porque’s de acontecer.

Considerando a taxa de 2% ao mês que você citou, isso dá cerca de 26,8% ao ano.
A diferença entre os 26,8% cobrados anualmente e os 6,4% remunerados anualmente dá 20,4%.

O termo técnico para essa diferença se chama spread bancário.
Quanto maior o spread, mais o banco lucra.

O Brasil é um dos países com maior spread bancário no mundo.
Segundo o Banco Mundial, estamos em 2º no ranking, atrás apenas de Madagáscar (?!)

Mas o spread em si não é só lucro. Parte (cerca de 4%) é para manter a máquina funcionando: custos administrativos, folha de pagamento, aluguéis de agências, seguros etc. Impostos somam cerca de 22%. Sendo que a maior parte (cerca de 40%) é só inadimplência. Sim, banco toma calote. Não é uma ideia muito boa dever o banco, mas você provavelmente conhece alguém nessa situação. O lucro mesmo gira em torno de 34%.

Nem tudo são flores. :sunflower:


Como alguns já disseram aqui, o objetivo do banco não é fomentar os sonhos dos clientes. É remunerar os acionistas por meio do lucro.

Se coloque no lugar do acionista do banco. Você injeta dinheiro no negócio para que ele funcione E dê lucro.

O problema é que pro banco simplesmente funcionar, existe um monte de problemas, custos diretos e de riscos que o negócio está exposto:

  1. Alta carga tributária: 33% do PIB é pra pagar imposto. Estamos em 14º no rank dessa relação Imposto/PIB, mas em último no rank de retorno do imposto cobrado (Carga tributária/IDH).
  2. Burocracia exacerbada ( 109º de 190 em facilidade de se fazer negócios ). Buracracia eleva custo e tole a produtividade. Faz com que a gente perca tempo preenchendo formulário ao invés de gerar valor para as pessoas.
  3. Concentração bancária: existem poucos players no mercado. Para piorar, 75% do crédito brasileiro está concentrado na mão de 5 instituições bancárias (e você sabe de cabeça quais são). As fintechs estão aí para mudarem esse cenário, tirando parte da clientela dos 5 bancões e pulverizando entre diferentes bancos. Nubank faz parte da revolução ao anunciar que vai oferecer crédito pessoal com taxas atrativas
  4. Inadimplência: o Brasil tem altos níveis de inadimplência. A crise econômica e o desemprego acentuam esse problema, criando uma bola de neve. E segundo o SPC e a Serasa, parece que vai piorar…. Emprestar dinheiro aqui é para quem tem estômago.

Já pensou em mudar de lado: sair do lado de quem pega emprestado a altos juros e ficar do lado de quem empresta a altos juros?
Investir no setor financeiro no Brasil é uma boa…

3 Curtidas

Pois é, é muito complicado mesmo.

1 Curtida