O meu dinheiro na Nuconta está no meu nome?

Fala NuBuddies, primeiro dia na comunidade e não achei essa resposta.
Então vamos direto ao assunto.

Eu estava lendo a seção de perguntas e respostas no app e me deparei com a seguinte pergunta:
Qual a relação da minha NuConta com Títulos Públicos?

AQUI ESTÁ A RESPOSTA COMPLETA

A NuConta é uma modalidade de conta chamada Conta de Pagamentos e, de acordo com a regulação vigente do Banco Central, o dinheiro depositado fica separado do patrimônio do Nubank. Segundo a mesma regulamentação, caso optarmos, ele pode ser usado para aplicações em Títulos Públicos Federais.

Para isso, operamos com corretoras e bancos de investimentos parceiros para efetuar as compras dos Títulos Públicos Federais.

Estas aplicações não ficam em seu CPF e as decisões sobre qual tipo de título, valores, prazo e rendimento, bem como a decisão de repassar esses rendimentos aos nossos clientes com liquidez diária e entregando uma rentabilidade justa, é uma escolha do Nubank. Tomamos essa decisão para que todos os brasileiros tenham acesso à um serviço simples e justo, sem a complexidade de um investimento e sem burocracia.

Na resposta está escrito o seguinte:
"Estas aplicações não ficam em seu CPF"

Se acontecer algo com o Nubank (espero que nada aconteça), como reaverei meu dinheiro, já que não está no meu CPF??

Vamos deixar a paixão de lado e pensar com a razão.
Empresas quebram, toda empresa está sujeita a isso e com o Nubank não é diferente (embora eu não acredite que o Nubank vá quebrar devido ao seu sucesso).

Sou cliente desde abril de 2015 e nunca tive um único problema, inclusive deixo a maior parte do meu dinheiro na Nuconta.

Mas esse lance do CPF me deixou cabreiro.

5 Curtidas

É simples @Michael_Cleyton. Como os valores depositados na NuConta permanecem separados do patrimônio do Nubank, em caso de liquidação, intervenção ou falência, os títulos públicos são liquidados e os valores repassados aos clientes conforme dados dos registros da própria NuConta.
Os títulos podem até não estar no nosso CPF, mas o dinheiro investido neles é sabidamente de terceiros. A escolha de operar os títulos dessa maneira é o que mantém a liquidez diária dos valores investidos na NuConta.

Assim, apesar de não contar (ainda) com a garantia do FGC, nós possuímos a melhor garantia que um investimento em renda fixa pode proporcionar: a do próprio tesouro nacional.

Pode investir tranquilo!

Abraço!

8 Curtidas

Isso mesmo @Michael_Cleyton. Por sinal, quando recebemos o informe de rendimento da Nubank, fica descrito como Aplicação de Renda Fixa.
Ou seja, quem aplica nos títulos públicos é o Nubank e o procedimento é conforme o @Davidson_Veras explicou.

A garantia é o Nubank, mas como está separado do patrimônio do Nubank a garantia é basicamente o Tesouro.

Agora, não precisa deixar a maior parte do seu dinheiro na Nuconta. Existem outros investimentos que são mais interessantes.

4 Curtidas

Obrigado pelas respostas @Davidson_Veras e @Yuji.

Agora fico mais tranquilo.

3 Curtidas

E se esses dados sumirem de uma hora pra outra?

O apertar de um botão pode excluir 100% dos dados de uma pessoa. Se essa pessoa tinha 20.000 na Nuconta, como vai conseguir provar?

Nesse caso eu faria a mesma pergunta para uma pessoa que possui conta poupança em qualquer instituição financeira. E se alguém apertar um botão?

Todo dinheiro depositado ou retirado de qualquer conta gera lastro que pode ser consultado através de informações secundárias como notas fiscais, dados de cartões de crédito, boletos e comprovantes enviados por e-mail. Essa remota possibilidade é totalmente improvável não apenas para a NuConta, mas para qualquer instituição financeira em si.

Por fim, para se criar uma instituição financeira, critérios de segurança devem ser obedecidos. Estes são impostos não apenas pelo Banco Central, como por instituições parceiras que ofereçam serviços, como bandeiras de cartões de crédito, por exemplo. O Nubank não criou uma conta a seu próprio critério. Ele seguiu regras, investiu tecnologia em segurança, entre tantos outros requisitos. A exemplo disso cita-se a tecnologia contactless, que foi promovida pela mastercard, na realidade, e não pelo Nubank.

Enfim… a NuConta possui a característica de investir seu dinheiro em títulos públicos e, mais recentemente, RDB, sendo este último apenas nos casos de autorização expressa do cliente. Ambos contam com seguro: títulos públicos têm seguro do Governo Federal inerente ao próprio investimento; RDB possui seguro do FGC que cobre perdas em até 250.000,00.

1 Curtida

Mas não estou falando sobre a segurança do dinheiro, mas sim que nada está em meu nome.

Acho que assim como eu no início, muita gente está pensando que seu dinheiro “agora sim está seguro”, mas continua a mesma coisa.
O dinheiro realmente está seguro seja em títulos ou RDB, mas não está registrado em nosso nome.

1 Curtida

A única segurança que temos é confiar na empresa.
Em caso de falência, o dinheiro protegido pelo FGC não volta pra gente, porque não está em nosso nome.

Pelo FGC, o detentor de todo esse dinheiro é o NUBANK (Nu Pagamentos), depois que o FCG devolve o dinheiro pro NUBANK, cabe então à empresa (falida) verificar o banco de dados e ver quanto cada um de nós tinha.

Eu não confiaria muito em uma empresa recém falida em devolver um dinheiro que emprestei, sem eu ter como provar…

Da mesma forma, o dinheiro que vc coloca na poupança não fica a todo momento registrado em seu nome.

Quando o banco opera com o seu dinheiro, geralmente ao emprestá-lo a outros clientes (uma modalidade muito mais arriscada do que investimento em títulos públicos, por exemplo) ou quando eles utilizam os valores para investimentos no setor imobiliário (mais arriscado do que títulos públicos tbm), este dinheiro em nenhum momento fica registrado no nome do cliente, mas ao do banco. Assim, qualquer operação realizada pelo banco com o seu dinheiro, este fica sob tutela da instituição financeira que retira o lucro e paga os juros do rendimento da poupança aos clientes exatamente como o Nubank faz.

Dessa forma, o Nubank representa uma modalidade de investimento muito mais seguro a qualquer consumidor de serviços financeiros, haja vista as modalidades de investimento em renda fixa que a própria instituição utiliza.

Agora já conta. Ainda bem.

Muito esclarecedor esse post. Só agora que pode ler. Mesmo estando a um tempinho aqui só hoje li. Passou e nem notei.