Qual o problema das pessoas com o cartão ou seu limite?

Oi oi comunidade, tudo bem? Comigo sim, espero que com vocês também.

O motivo desse meu tópico é que eu queria perguntar, por que as pessoas são tão fissuradas com limite do cartão?

Eu realmente não consigo entender, seja pela minha ingenuidade da idade (tenho 18), ou pela falta de informação, mas sempre tem um post de alguém reclamando do limite, ou dando graças a limite, ou qualquer coisa sobre
o limite.

E o pior que não é só aqui, existem diversos sites que “ensinam” como aumentar o Score com a visão de consegui um limite cada vez maior. E COACH’S ensinando, ainda, como conseguir um cartão Black.

6 Curtidas

Muitos almejam limites elevados visando compras parceladas ou porque o limite é incompatível com a renda delas, esses são os principais motivos. Há também aqueles que querem apenas pra “ostentar”.

Esperto são os quem vende esses cursos. Na prática o score quase não tem influência na análise de crédito, o que mais tem por aí são pessoas com score pífio conseguindo cartões com limites altíssimos e vice-versa. Score acaba sendo apenas uma das inúmeras variáveis levadas em conta.

Cartão Black se consegue com renda elevada e/ou um bom relacionamento bancário. Não é preciso de curso pra conseguir esse tipo de cartão. Eu mesmo tenho uma renda baixa, e mesmo assim o C6 Bank me ofereceu um cartão Black, eu recusei por causa da anuidade alta. Mas pra quem tem gastos elevados vale a pena.

11 Curtidas

Olá @luwucaz tudo bem?
Olha na minha visão, são vários os motivos que levam as pessoas a penarem tanto por aumento de límite, pelo menos por aqui, e posso até citar os 5 principais grupos, não necessariamente nessa ordem, são eles:

1. Limite incompatível com a renda:
Muitos simplesmete querem ter um limite compatível com a própria renda, mas no Nubank, não é bem assim que a coisa funciona, daí vem a indignação e uma ruma de tópicos reclamando sobre isso.

2. Concentração dos gastos em um só cartão: Eu estava incluso nesse meio. Muita gente só quer apenas concentrar todos os gastos mensais num lugar só e para isso se tornar realidade pra elas, é necessário um limite que comporte essa média de gastos.

3. Status: Esses são de longe os piores que tem, aff. Eles nem precisam do aumento de limite, mas mesmo assim o querem, só por que já tem limites exorbitantes em outros cartões e acham que o Nubank tem a obrigação de lhes conceder um limite exorbitante também.

4.O Grupo dos limites baixos e muito baixos: Esse é de longe o grupo mais numeroso, composto por pessoas com limites de R$ 400,00 pra baixo e que por isso, elas simplesmete querem um aumento de limite.

5. Tempo sem aumento de limite: Esse é composto pelos clientes que estão há muito tempo sem receber um aumento de limite, nesse há pessoa que já relataram estarem há 2 anos, há 3 anos ou até mais, sem receberem um aumento.

13 Curtidas

@luwucaz :fist_right::fist_left:

Não posso falar por outras pessoas, mas um limite que me atenda é importante, pq 99% das minhas compras , on-line ou presenciais , são no crédito!

Na atualidade ,ou vc tem limite que te atenda ou grana pra pagar à vista. ( sempre tem os boletos e carnês ).

Esse pensamento de ostentar cartões, deixo pra quem tem?

:metal::metal::metal::metal:

9 Curtidas

Isso é um reflexo da falta de educação financeira da população brasileira. Não conseguem organizar as próprias contas, gastam mais do que ganham e uma maneira de sempre postergar o pagamento é através do parcelamento.

Ocorre que para parcelar um produto, você precisa ter o valor total disponível no seu saldo, então as pessoas sempre buscam limites maiores para poder parcelar mais produtos por mais tempo.

Não temos a cultura de pagar a vista, isso para não falar da vaidade. Quantas vezes vi casos de pessoas que usam dinheiro do bolsa família para pagar a parcela de um Iphone, quando mal sobrava dinheiro para comer. Agora mesmo, durante a Pandemia, minha mãe comprou uma pulseira Vivara no site (nada barata, por sinal) e nas opções de pagamento havia “Auxílio Emergencial”. E isso não se limita a pessoas humildes, também não é incomum encontrar pessoas que usam roupas de grife ou tem carros de luxo, mas a geladeira parece uma discoteca, só luz e fumaça.

Essa falta de senso de prioridade faz com que as pessoas metam os pés pelas mãos para ostentar um padrão de vida que não condiz com a sua realidade financeira.

Vou até deixar um vídeo interessante que vi sobre o assunto:

12 Curtidas

Pior viu, um colega meu conseguiu um limite de 4 mil no Digio sem nunca ter carteira assinada, renda comprovada e Scores super baixos por falta de movimento no CPF, eu fiquei impressionado.

2 Curtidas

Pois é, assim como o C6, o digio támbem precisa atrair clientes né?
Os dois estão com a mesma estratégia, por que viram que esse é um gap do Nubank, a fintech com dezenas de milhões de clientes a frente deles, então eles nem precisam fazer muito esforço pra captar essa clientela roxa com baixo limite.
Mas nem só de límite vive o homem.
Essa de conceder alto limite, no momento é uma ótima estratégia pra eles, mas será que essa estratégia, se manterá sustentável quando eles tiverem uns 30 milhões de clientes?
Não sabemos, mas essa é uma questão pra se refletir…

8 Curtidas

Algumas pessoas realmente têm o limite incompatível com a sua renda, e para aproveitar o cartão de crédito de forma satisfatória um aumento de limite se faz necessário.

Mas infelizmente muita gente busca status com isso. Elas creem que um limite alto vai lhe dar mais poder de compra. Ledo engano.

9 Curtidas

É, isso que eu não entendo, uma hora a conta vem. Independente do tempo, ela vem. Então não adianta comprar algo que a pessoa não tenha condição de pagar.

Mas, tipo, eu sei que o cartão é extremamente útil, seja pela segurança de reaver o dinheiro, elemento que o débito não possui, acumulação de ponto dentre outros.

1 Curtida

Mas isso deixa de ser um problema do “eu do presente” e passa a der um problema do “eu do futuro”. E o desejo imediatista muitas vezes fala mais alto.

Sim, o crédito quando usado de maneira consciente tem muitas vantagens. Fora a segurança e a praticidade, tem a questão dos programas de fidelidades e demais benefícios. Eu sou uma das pessoas que compra até pão na padaria no cartão, mas nunca gasto mais do que 2/3 do meu salário com cartão e raramente faço compras parceladas, a maioria esmagadora são pagas de uma vez.

7 Curtidas

Mas aí é que tá o problema, a maioria esmagadora da população brasileira não tem/teve acesso a educação financeira basica, e por isso, muitas vezes não sabem ou não querem saber que no futuro a conta vai vir, e por ser em sua maioria apedeuta e imediatista, não ligam se a conta vir e não conseguir pagar.

6 Curtidas

Acho q limite muito baixo é um.problema.
Se me dão desconto a vista , com desconto acima de 4/5% opto por esse caminho.
Tive q comprar um aparelho auditivo para o meu filho.
Custo 9 mil.
Pagando a vista . 0% de desconto ou parcelamento em até 10 X sem juros, somente no cartão ou melhor 10x de 900 reais.
Em resumo pagar a vista não interessa.
Ainda bem q tinha um bom limite no Nubank e ali parcelar. Fiquei com o limite zerado, mas tinha um outro cartao com limite bem maior.
Para alguns, limites muito baixos inviabilizam negócios.
200 reais por exemplo, não da nem para abastecer o carro.

Opção racional.

Só inviabilizaria negócios se ele não tivesse o dinheiro para adquirir o produto/serviço no débito ou à vista. Caso ele tenha o valor disponível, é apenas questão de escolha mais vantajosa. Voltamos novamente ao ponto de que as pessoas querem adquirir bens sem possuir o dinheiro para tanto, sempre tentando postergar o pagamento para uma data futura, contando com um dinheiro que ainda não possuem.

2 Curtidas

Falta de educação financeira.
Quando você demonstrar que não necessita de limite algum, você terá todo o limite que jamais precisará.

4 Curtidas