Sopa de Letrinhas Financeiras

INVESTIDOR 1: “Eu vou colocar minha RE em um CDB indexado ao CDI por que acho que a SELIC vai subir, já que a previsão é que o COPOM jogue o juros lá pra cima. Mas tem que ser PÓS, por que se for PRÉ eu me ferro.”

INVESTIDOR 2: “Sim. Mas se for CP é melhor colocar em LCI, pra fugir do IR. E se for LP e tiver sem paciência para procurar pode até ser um FIRF. Isso se tiver afim de fazer RF mesmo, eu já gosto mais de RV”

INVESTIDOR 3: “Do que diabos vocês estão falando?”

Nessa conversa eu era o Investidor 3. E vocês?

Vou tentar meu máximo para que em poucos caracteres consiga fazer você entender essa conversa. Conversa que pode parecer óbvia para alguns, mas que para a maioria do brasileiro parece mais dois bêbados falando bobagem no bar depois da 24° saideira.

Vamos começar do começo:

RF e RV: São modalidades de investimento.

Renda Fixa (RF): É a modalidade na qual a Instituição Financeira se compromete a pagar ao investidor um valor específico e um prazo específico, como retorno pelo investimento dele. Esse valor de retorno do investimento, também conhecido como rendimento, pode ser uma porcentagem específica, por exemplo 5% ao ano, ou pode ser vinculado a um índice.
(Mais indicado para perfil conservador, e em momentos de JUROS e/ou INFLAÇÃO alta)

Renda Variável (RV): Por outro lado, ao investir em Renda Variável, você não tem certeza sobre qual vai ser o seu retorno do investimento. A RV tem menos previsibilidade do que o RF. Mas esse risco maior também pode vir acompanhado de um rendimento maior.
(Mais indicado para perfil moderado ou agressivo, e com conhecimento básico)

Como minha vó dizia: “Quem não arrisca não petisca.”

PRÉ e PÓS: São modalidades de rendimento.

Prefixado (PRÉ): Lembra que falamos sobre os tipos de rendimento ali em Renda Fixa? Pois bem, essa é a modalidade de rendimento na qual você acerta antes EXATAMENTE o prazo e o rendimento. Não importa o que aconteça, você vai ter aquele rendimento escolhido e vai deixar seu dinheiro investido naquele período de tempo.
(Bom para ter previsibilidade, mas, geralmente, maior prazo de resgate)

Pós-Fixado (PÓS): Essa é a modalidade na qual o rendimento será vinculado a um índice. Como essa taxa do índice pode mudar você só vai saber o rendimento no final de cada período.

Um desses índices é o famoso CDI.

Certificado de Depósito Interbancário (CDI): Esse é o índice que mede o juros das transações entre Instituições Bancárias. O importante daque é entender que o CDI é o principal índice que fica vinculado ao investimentos de Renda Fixa (RF) Pós-Fixado (PÓS).

Essa taxa é muito vinculada a outro índice, a SELIC.

SELIC: É a taxa básica de juros do Brasil. A taxa que orienta o país e o mercado em relação a rendimentos e juros em transações financeiras. Você já deve ter escutado falar dela no Jornal Nacional em algum momento.

Bem, da próxima vez que escutar vai lembrar desse texto né? E vai lembrar que a SELIC influencia o CDI. Então se a SELIC subir, o CDI vai subir também. E se você tiver um investimento vinculado ao CDI, você vai se dar bem.

Era disso que o INVESTIDOR 1 e INVESTIDOR 2 estavam falando.

Então, se a SELIC subir, um bom investimento seria um…

Isso mesmo, um investimento de RENDA FIXA, PÓS-FIXADO, vinculado ao CDI.

Bem, semana que vem eu continuo para explicar o resto da conversa deles, pode ser?

41 Curtidas

Aqui é investidor Arrojado, RV na veia, TAEE11, BBDC4, BBSE3, EGIE3… essa é minha sopa de letrinhas, que venha a volatilidade :joy:

18 Curtidas

Ótimo Tópico o @Rafael.N
giphy

14 Curtidas

Sigo a regra geral: diversificar
tá um pouco em cada conta, umas uso mais, outras menos, algumas me deixo esquecer, pra ser surpreendido depois ( igual quando você acha dinheiro no bolso da sua calça).
Sinto falta de uma área de investimentos no nu, o que pelo visto não demora muito acontecer, não que o dinheiro esteja sobrando assim, mas seria legal ter um motivo a mais para visitar o app do roxinho.

7 Curtidas

Ótimo tópico! Saber investir é muitíssimo importante para a saúde financeira. Mais tópicos como este :clap:

giphy

11 Curtidas

Eu sou do Team IVVB11 e Team ESGB11. Mas são boas sopas de letrinhas ree. Eu adoro!

7 Curtidas

Não vai demorar muito não brunmj.
Já já tem novidade super legal para aumentar ainda mais nosso portfolio de investimento.

Mas eu, confesso, sou diferente de você. Eu vejo os meus todos os dias. AHAHHAHA…

6 Curtidas

Por ora ainda não invisto na bolsa por causa do Imposto de Renda (sou isento), por enquanto vou me contentando com os ativos em RF, grande parte em CDB e Tesouro Direto, e alguns fundos de investimentos multimercado e de ações.

Quanto à Reserva de Emergência, parte fica no Nubank mesmo.

7 Curtidas

Excelente tópico @Rafael.N! :clap:

Quanto mais eu leio sobre o assunto, mais eu vejo o quanto eu tenho que aprender! :sweat_smile:

8 Curtidas

Eu AMEI esse tópico @Rafael.N ! E faço das palavras do @endydealmeida as minhas. Mas confesso ainda que eu preciso ler 789723827389712 vezes para entender bem. Achei bastante didático teu post, cara. Traz mais informações pra gente!!!

5 Curtidas

Na primeira parte do texto, tentei deixar claro uma parte da conversa. Então vou tentar hoje deixar tudo bem redondinho.

Me digam se ficou claro depois, combinado?

Bem, descobrimos que o INVESTIDOR 1 tava querendo colocar parte dinheiro dele em um investimento que segue (indexado) o CDI, por que ele acha que a Selic vai subir. E quando a Selic sobe, a CDI acompanha. Outra info importante é:

“tem que ser pós, por que se for PRÉ eu me ferro”.

O que ele tava querendo dizer com isso? E o que diabos é COPOM? E por que ele acha que a Selic vai subir, aumentando o CDI e o rendimento do investimento dele de carona?

Eitcha… Quanta coisa.
Deixa esclarecer rapidinho então…

Primeiro, por que ele acha que a Selic vai subir?

Pois bem, o COPOM é o comitê responsável por estipular a Selic e durante as reuniões o comitê define qual será a Taxa Selic. Mas além disso, ao final dessa reuniões, também temos um viés, que pode ser de promessa de que a Selic não irá aumentar no futuro próximo ou não.

No caso da última reunião, não tivemos essa promessa. E além disso, no Relatório FOCUS, um relatório feito pelo Banco Central do Brasil, a previsão é de que a Selic termine o ano em 4%.

ezgif.com-gif-maker

Então é daí que o INVESTIDOR 1 tá achando que a Selic irá subir, aumentando o CDI. Por isso ele quer investir em CDI PÓS.

Mas por que PÓS e não PRÉ.

Pois bem, um investimento PRÉ-FIXADO, como falamos acima, é aquele que você acerta antes exatamente o valor e o prazo que vai receber, certo? Sendo assim, se ele fizer um investimento PRÉ-FIXADO hoje, ele vai acordar receber uma taxa fixa (10% ou 12% ao ano por exemplo) independentemente do que acontecer no futuro, quando as taxas de mercado, segundo a projeção dele, vão aumentar.

Por isso ele quer PÓS-FIXADO, para que quando a Selic aumentar, e o CDI também, o rendimento do investimento dele crescer junto. Entenderam?

E puxando a sardinha pro nosso lado rapidinho, onde tem um Investimento Pós vinculado ao CDI? Isso mesmo, na sua Conta do Nubank!

Um ótimo lugar para deixar sua RE, Reserva de Emergência, segundo o INVESTIDOR 1. :wink: :heart:

P.S.: Sobre Reserva de Emergência, vamos falar um pouco mais no futuro próximo. :wink:

13 Curtidas

puxa, eu tô aprendendo um pouco mais

Esse é um ABC…

Estou gostando muito. :small_orange_diamond::diamonds::small_orange_diamond:

4 Curtidas

O ii ainda hj msm com baixo rendimento a poupança é um bom começo pra investir. Parabéns pelas explicações