Cerca de 4 milhões abandonaram estudos na pandemia!

As informações são de pesquisa do Instituto Datafolha, sob encomenda do C6 Bank.

Questões financeiras e falta de acesso as aulas remotas estão entre os principais motivos do abandono.

Entao, estão lançadas às questões…

“Como o C6 Bank, Nubank, dentre outras instituições financeiras, que estão mudando a relação entre as pessoas e os bancos, poderiam ajudar a mudar essa triste realidade?”

“Que atitudes positivas essas novas instituições financeiras, e também as antigas, poderiam criar ou apoiar para que de fato possamos tornar o Brasil uma pátria educadora, uma nação COM futuro e não apenas uma nação de futuro… sombrio?”

Fica aí lançado o desafio ao Nubank e demais instituições financeiras…

Matéria completa: https://valor.globo.com/brasil/noticia/2021/01/23/cerca-de-4-milhes-abandonaram-estudos-na-pandemia-diz-datafolha.ghtml

1 Curtida

Instituições financeiras visam lucro. Talvez existam atitudes que as mesmas possam tomar. Mas nesse caso cabe principalmente ao governo oferecer meios e adotar medidas para inverter ou não permitir o crescimento disso.

2 Curtidas

Investir em conhecimento ( proposto no tópico) = lucros também.
A questão é que normalmente bancos são abutres que SO visam lucros e nada mais.
Investir educação seria enxergar além.
Algo praticamente utópico.

Muito triste, temos missão ajudar próximo não desistir Abraços Flávio PERALTA
Amputados Vencedores

Hoje temos diversas oportunidades de conhecimento gratuito na internet, mas infelizmente não são todas as pessoas que tem ciência disso ou que conseguem ser autodidatas.

A educação formal ainda é de extrema importância e tendo em vista as propostas das fintechs de não serem apenas mais uma instituição bancária, acredito que seria muito bem visto e recebido linhas de crédito voltadas para a educação, com taxas menores e um maior número de parcelas.