Consórcio Nubank

Séria muito interessante se o Nubank fizesse alguma parceria e oferecesse consórcios de veículos (com cartas de crédito de valores variados… 8, 12 mil,18 mil, 21 mil etc.).

10 curtidas

A ideia é maravilhosa, mas particularmente falando, não concordo com essa ideia de parceria, seria melhor que a propria Nubank desenvolvesse um produto assim, tanto esse quanto outros, produtos dela mesma que ela possua controle e domínio, já vim de outros bancos, e há parcerias que sao horríveis, já adquiri serviços assim de parcerias e a única coisa que ganhei foi dor de cabeça e perder dinheiro.

8 curtidas

Fazer consórcio é o mesmo que rasgar dinheiro! Não vale apena. Tem diversas taxa embutidas. Financiamento e consórcio são um mal negócio, o melhor é poupar pra comprar avista.

8 curtidas

Sim, mas para algumas pessoas vale a pena, já que possuem a chance de adquirir o produto mais rápido e fácil, do que esperar juntar.

7 curtidas

Companheiro não diga isso. Quem não sabe vai pensar que isso é verdade. Procura saber com especialistas as verdades sobre consórcio que vc vai mudar de ideia rapidamente. Quem tem um mínimo de conhecimento sabe muito bem que consórcio é o mesmo que rasgar dinheiro.

1 curtida

Não incentivei, apenas falei que alguns preferem pagar, sim, é um desperdício de dinheiro, gasto altíssimo, e muitas coisas ruins, mas há quem prefira, já que para alguns, tem a vantagem de receber o produto que quer mais rápido, nem todos possuem o controle ou a paciência de juntar, seja em poupança, CDI ou qualquer outro tipo de investimento até conseguir comprar.

1 curtida

Post interessante no blog do Nubank @Gabriel_Pereira8! :point_down:

7 curtidas

Depois que a gente se aprofunda um pouco mais o estudo de investimentos, é fácil perceber como existem opções no mercado que aceleram a realização de algumas metas sem gerar uma espécie de endividamento, como ocorre com os consórcios.

É um produto atrativo para os mais imediatistas, mas no longo prazo não é um produto financeiro vantajoso. É preciso estudar todas as taxas com cuidado pra não cair numa cilada.

10 curtidas

Quanto a consorcio e financiamento, é bom que o nubank ofereça esses tipos de serviços. Temos o banco Inter que oferece e logo depois o C6, não falar para o nubank disponibilizar esser serviços é a mesma coisa que falar que ele não é um banco e não consegue oferecer os serviços de financiamento e consorcio, fora que também seriam produtos que ele ofereceria e somente a pessoa solicitar e estar de acordo com tudo isso

2 curtidas

O consórcio não tem juros, e a única taxa que se paga é a taxa de administração, que varia de 10 a 24 % e que é diluída por todo o prazo. Logo, é a melhor forma de adquirir um bem para quem tem recurso para oferta de lances e pra quem não tem pressa de curto prazo, disparadamente melhor do que o financiamento, onde vc deixa 2 ou 3 carros.ou 2 imóveis no final

Você é desinformado e ignorante acerca do que comentou, sem embasamento e sem argumentos sólidos.

1 curtida

Se a pessoa não tem pressa, a melhor forma é juntar o valor do bem e comprar à vista.

3 curtidas

Para quem não tem pressa, o consórcio é melhor do que guardar dinheiro na poupança ou debaixo do colchão : é atualizado pelo índice da categoria, enquanto o dinheiro é corroído pela inflação; pode-se utilizar lance embutido da própria carta (auto e imóvel), pode dar lance fixo de 40% (para imóvel, dependendo da administradora) e o melhor, sem juros. Ou seja, pega _se o bem antes do tempo, comparado com quem guarda dinheiro debaixo do colchão ou no banco.

Consórcio não é para qualquer um: é para quem não quer que seu dinheiro se desvalorize debaixo do colchão ou guardado no banco, e para quem sabe fazer planejamento. Quem faz 1 e é contemplado, acaba fazendo outros sem arrependimento ou medo de errar. É só buscar os depoimentos.

2 curtidas

Eu estou no meu segundo carro que comprei com consórcio Sicredi e não me arrependo, sei que tem outras formas de guardar dinheiro, porém no meu caso o consórcio foi a opção mais viável.

Se o Nubank lançar um consórcio com taxa baixa de administração, todo mundo vai querer. Se eles utilizarem a tecnologia e uma boa experiência no app, podem ter um custo baixo de administração, e repassar isso para o cliente.

Tudo o que uma administradora de consórcios faz, poderia estar disponível para qualquer cliente, para simular e auto gerenciar sua carta.

Até mesmo uma IA poderia ser utilizada pra ajudar o cliente, pois todas as regras e expertises já são conhecidas no mercado.

Nubank, me liga e vamos desenvolver isso juntos!

Depende. Quanto você pagaria de juros ao mês pra emprestar um dinheiro hoje?
E se o bem que você vai comprar te der mais retorno que o custo?
Não valeria a pena antecipar a compra?

Quem não tem pressa ou não vai usar pra negócios, pode poupar e comprar no futuro.
Mas para aqueles que querem antecipar o futuro, é uma boa pedida.

Olá gostaria de contribuir sobre o tema em questão: o consórcio. Posso afirmar que o melhor “investimento” e o consórcio. Quem se utiliza desse método precisa contratar o consórcio com o quádruplo do valor que seria necessário para realizar o objetivo do consorciado. Imaginamos que precisamos realizar uma contrução cujo o valor total da obra com o acabamento seja R$ 150.000,00; então o valor ideal para adquirir o consórcio é contratar uma carta de R$ 600.000,00. Assim é possível dar um lance livre de 20% do valor da carta (R$ 120.000,00) + 30% de lançe embutido (abatimento do valor da carta) de R$ 180.000,00. Dessa forma, a metade da carta é paga através dos lances, sobrando a outra metade no valor de R$ 300.000,00; 25% é utilizado na contrução e o restante é aplicado em fundos imobiliários para recebimento mensal de aluguéis (proventos mensais). CDB, debêntures, fundos de investimentos, poupança LCA e LCB, entre outros, são péssimos investimentos. São o pior que o mercado pode oferecer aos seus clientes. O consórcio neste caso faz muito mais sentido. Mas só é viável para quem já possui disciplina financeira e tem o hábito de poupar. Do contrário, também não faz sentido pois, uma vez contratado é preciso que o contratante possua reserva técnica (financeira) capaz de efetuar lances de no mínimo 15% do valor da carta, seja qual for o valor dela. Sem lance as chances de contemplação são mínimas podendo levar muito tempo para ser contemplado. Aplicando o dinheiro da carta em fundos de investimentos imobiliários (FIIs) é possível ter remunerações de aproximadamente R$ 1.237,86 no primeiro mês, nos demais os proventos vão subindo podendo terminar o ano em quase R$ 1.400,00/mês. A carta no valor de R$ 600.000,00 em 240 meses sai em torno de uns R$ 2.600,00 com taxas do consórcio. Entretanto com 50% da carta já paga nos laces o valor da mensalidade cai pela metade (R$ 1.300,00/mês). Os próprios proventos pagam as mensalidades. Porém, o ideal é reinvestir estes proventos a fim de elevar o valor pago dos proventos mensais, aumentando a remuneração. O exemplo que dei aqui é uma das muitas possibilidades com o consórcio. Outro exemplo é vender a carta contemplada de 600.000,00 por 180.000,00. Assim o titular transfere a dívida para o novo adquirinte e lucra 30% a mais do valor da carta. O dinheiro investido em FIIs tem por objetivo remunerar mensalmente de também ajudar o consorciado em algum momento financeiro de aperto, ter liquidez para pagar uma mensalidade (mas, somente nos casos em que no mês por força maior ou eventualidade, a pessoa não consiga honrar o seu compromisso mensal com o consórcio). Repito: o ideal é reinvestir o dinheiro nos próprios fundos para aumentar a rentabilidade.