Nada de pseudônimo: nós temos nome!

Bom dia, comunidade! Tudo certo?

Esse é um texto da @Paula.S e estamos muito felizes em compartilhar com vocês. Bora?

"Hoje em dia, é normal vermos mulheres escritoras fazendo muito sucesso (ainda bem!) e lançando livros que mais tarde viram filmes aclamados pelo público e crítica Olá, Jogos Vorazes! mas nem sempre foi assim.

A realidade é que até um tempo atrás, autoras eram rejeitadas por…bem… Serem mulheres, apenas. No século 19 se tornou comum o hábito de mulheres assinarem com pseudônimos masculinos para que conseguissem ter suas obras publicadas. As irmãs Brontë, por exemplo, publicaram seus livros sob pseudônimos masculinos, os irmãos Bell.

Esta semana, comemoramos o dia da mulher e, hoje, o dia do bibliotecário. Qual a melhor maneira de comemorar as duas datas? Falando de autoras incríveis da nossa geração, claro! Mulheres que puderam escrever seus livros com seus nomes e seus rostos. Vamos lá?

Chimamanda Ngozi Adichie

Vocês devem conhecê-la pela ponte que ela faz na música Flawless, de Beyoncé. A parte falada da música é parte do discurso “We Should All Be Feminists” ( Devíamos Todos Ser Feministas, em tradução livre), que a autora fez em um TedX em 2012 e está disponível no YouTube.

Chimamanda é considerada a autora anglófona de maior sucesso da nossa geração, tendo recebido diversos prêmios por seus livros. Tem uma escrita poderosa, tocante e moderna e fala de temas delicados como racismo, feminismo e diáspora nigeriana de uma maneira leve e envolvente.

Recomendo: Americanah. O livro conta a história de Ifemelu, mulher nigeriana que vai estudar nos Estados Unidos e, a história parte do momento no qual ela decide voltar à NIgéria, quase 20 anos depois.

Ayobami Adébayó

Também nigeriana, foi aluna de Chimamanda e também de Margreth Atwood, autora de O Conto da Aia. Lançou o seu primeiro livro, Fique Comigo, em 2017.

O livro conta a história de um casal que se casa jovem e sua mulher tenta engravidar para que o marido não tome uma segunda esposa. A história tem como pano de fundo a Nigéria dos anos 1980 e 1990, e todos os conflitos políticos que lá ocorreram.

Como Fique Comigo é o único livro de Ayobami, é a minha recomendação de por onde começar. Mas já aviso: mantenha uma caixa de lenços próxima, você vai precisar.

Cassandra Clare

Uma das minhas preferidas de todos os tempos, Cassandra Clare é a criadora do mundo dos Caçadores de Sombras, pessoas com sangue angelical que mantém a paz e lutam contra monstros.

Cassandra é filha de pais americanos, mas nasceu no Irã e viajou boa parte do mundo acompanhando os pais. Como era difícil fazer amizades, seus amigos eram os livros que carregava.

Ela começou sua carreira escrevendo fanfics (histórias criadas por fãs) de Harry Potter e O Senhor dos Anéis antes de começar a escrever os livros dos Caçadores de Sombras.

Por onde começar: Se você gosta de ler as coisas de modo cronológico, recomendo começar pela série As Peças Infernais. Mas se você, como eu, gosta de ler pela ordem de lançamento, pode começar do começo: Os seis livros de Instrumentos Mortais são uma leitura leve e com bastante mistério!"

E aí? Quais escritoras vocês conhecem, lêem e indicam?

24 Curtidas

Clarice Lispector e Lúcia Machado de Almeida.

9 Curtidas

Por mais que não acompanhe mais respeite ela e sua visão (por mais que não concorde) ainda gosto muito das obras da JK.

Mas se é pata falar em uma escritora FODA só me vem a mente Agatha Christie.

images (48)

10 Curtidas

Carolina Maria de Jesus, obra, vida e legado dessa mulher é algo que não tenho palavras pra descrever.

9 Curtidas

:books: Ayn Rand, autora do livro “A Revolta de Atlas”

8 Curtidas

Virginia Woolf com “Um teto todo seu” mudou minha vida <3

7 Curtidas

a Carolina é maravilhosa mesmo! :purple_heart:

aproveitando o gancho, aproveito para recomendar a obra da Conceição Evaristo. ela é uma escritora mineira MARAVILHOSA. li o livro “Insubmissas lágrimas de mulheres” na faculdade. nunca vou esquecer do dia que a professora leu um dos contos em sala e no final estávamos todos chorando, emocionados. foi lindo!

9 Curtidas

Se não me engano esse foi o caso da J.K. Rowling né?

Mal sabia esse editor que sugeriu isso o sucesso que ela iria fazer! :smiley:

image
Fonte: J.K. Rowling: 6 fatos que você tem que saber sobre a autora de Harry Potter - Revista Galileu | Cultura

5 Curtidas

“Olhos d’água” foi um dos primeiros livros que li ano passado e sinto a ressaca dele até hoje.

5 Curtidas

Minha recomendação pessoal é a autora Clarissa Pinkola Estés, eu só li o livro “Mulheres que correm com os lobos” dela. No entanto me marcou muito mesmo! Fez completa diferença em uma fase de transição. É um livro para ler em várias fases da vida, sabe? Recomento fortemente!

4 Curtidas
2 Curtidas

:small_orange_diamond::diamonds::small_orange_diamond:
Raquel de Queiroz
Livro Os quinze

2 Curtidas