Pix credito

Pessoal, bom dia!!

Eu e um amigo de trabalho estamos pensando, como a Nubank poderia facilitar a vida do empreendedor Brasileiro.
Onde as taxas e custo para obter uma maquininha de cartão são elevadas e acabam onerando pequenos empreendedores tivemos a ideia de um Pix parcelado.

Como funcionaria?

Da mesma forma do pix atual mas com possibilidade de parcelar o pagamento!

Seria a mesma função do cartão de crédito, onde você teria a opção de parcelamento e todo o dia do mês programado creditaria na conta do fornecedor e debitaria da conta do comprador.

Exemplo:
Compra de R$ 100,00 em 2x
Fechamento da fatura em R$50,00 12/07 e R$ 50,00 12/08

Estipulando um valor máximo para transações sem taxa!
Após ultrapassar esse valor podendo taxar a pessoa/empresa.

Gostaram da ideia?

2 Likes

O pix é um sistema de pagamento do Banco Central Não sei se os bancos ou a nubank teria condições de fazer isso acho que os bancos não conseguiriam alterar o sistema de pagamento do Banco Central Isso é o que eu acho é só achismo mesmo

2 Likes

Jmbrandao, agradeço pelo seu posicionamento, mas será que existiria a possibilidade de um transferência crédito ou algo do tipo?

Mas pensa assim: No Crédito o Nubank Libera e recebe o Valor, na sua ideia, o Nubank Liberaria o valor e ainda esperaria 2 meses para receber sem Juros?

Seria isso?

2 Likes

Seria excelente se existisse essa possibilidade.

1 Like

Felipe, o nubank receberia no fechamento da fatura, como já é de costume, e também quem parcelou receberia na data do pagamento da fatura

1 Like

Seria ótimo!!!

Chegou ver essa noticia?

Mesmo com o enorme sucesso, as novidades não devem parar nos três principais diferenciais do serviço: gratuidade para pessoas físicas, instantaneidade e funcionamento 24 horas por dia. A partir de julho deste ano, o Banco Central deve dar início ao desenvolvimento das regras para o funcionamento do Pix Garantido , que permitirá o parcelamento de compras. O lançamento está previsto para o primeiro semestre de 2022.

O especialista explica também que poderá haver a figura do intermediador, ou seja, um banco que garantirá que os recursos serão pagos na data agendada, mesmo se não houver crédito na conta que deveria ser debitada. “Você também não poderá desagendar o pagamento e eventualmente existirá essa figura do fiador. Ou seja, mesmo que o pagador venha a falir, os recursos chegarão à conta de destino”, ressalta Netto.

Parece que o PIX pode evoluir nesse sentido.

5 Likes

Francisca Maria Lopes