Por que os aumentos são feitos em valores dobrados?

E depois vende as milhas e ganha dinheiro usando o cartão o/

Toca aí!

1 Like

Hahaha é uma boa também, mas acaba que eu uso as milhas para viajar mesmo, em condições normais eu viajo ao menos uma vez a cada dois meses (inclusive, saudades) :cry:

Onde você faz a venda das milhas? Dentro do próprio sistema do programa ou usa o Oktoplus?

3 Likes

Meu limite sempre subiu em valores “quebrados” mesmo. Sem padrão.

Acho que isso não é uma regra para todos os clientes.

Faço desse jeito também!

Mas como acumular milhas está sendo meio “sem sentido” nesses dias em que estamos vivendo, eu preferia ter esse retorno em cashback! :stuck_out_tongue_winking_eye:

3 Likes

Maxmilhas e Hotmilhas, só que não está compensando muito agora. Eles estão pagando um valor muito baixo porque a procura por passagens diminuiu - obviamente.

Hotmilhas está pagando mais do que a Maxmilhas, só que eu estourei a cota de venda da hotmilhas esse ano :laughing:

Comprei muitas milhas da Latam em promoção e vendi na Hotmilhas.

2 Likes

Dá pra tirar um dinheirinho bom? :sunglasses: Olha eu já interessado. :joy: @lucas.andrade

2 Likes

O percentual de aumento não segue esse padrão de dobrar pois cada cliente tem um perfil específico e é nisso que o sistema se baseia pra conceder o percentual de aumento.
Eu por exemplo, tive 5 aumentos e absolutamente nenhum deles foi o dobro do anterior.
Enfim, se essa lógica do dobro fosse real, eu teria 19.600,00 R$ de limite, mas num tô nem perto da metade disso.

1 Like

Queria ter essa sorte, o meu há três meses vai aumentando 20 reais, de 200, estou em 260

1 Like

Eu pago água, luz, internet, tudo pelo cartão. Então não dá um valor alto, mas só o fato de ganhar dinheiro para pagar conta já é uma vantagem :smile:

Ganho R$100 … R$100 e pouco por mês vendo as milhas que são liberadas.

2 Likes

Eu ainda não participo do Rewards, mas preciso, pois gosto de viajar, tenho que tirar tempo para estudar sobre, pagar menos ou “viajar de graça” é bem atrativo. Sinceramente sou bem lerdo para essas coisas, eu pago mais caro no Burger King por que tenho preguiça de baixar o app ou usar a cartela de promoções, com milhas então. :sweat_smile:

1 Like

Interessante, já ajuda.

Falo especificamente disso, mas acredito que deve ser raro acontecer.

Se você gosta de viajar, convém se cadastrar no Dotz também. Você não paga nada para participar, tem muuitos parceiros e dá tanto para comprar passagem com os Dotz como também é possível converter eles em dinheiro.

A grande sacada dele é sempre printar as transações, porque vira e mexe algum parceiro não credita os Dotz e é uma burocracia para contestar isso, o atendimento é bem ruim. Mas fora isso, é um programa que compensa bem.

2 Likes

Anotado. Vou me inteirar sobre, agradeço pelas dicas! :wink:

2 Likes

Acontece algumas vezes por ano, semana passada mesmo estava rolando.

Normalmente a Latam Pass vence 1.000 milhas por R$70. Em promoções, eles chegam a dar 70% de desconto, então acaba saindo por R$21.

Hoje a Hotmilhas está pagando na faixa de R$25 por mil milhas, mas já cheguei a vender por R$30.

Então comprando 100 mil milhas a R$21, você pagaria R$2100. Vendendo a R$25 (hoje), daria R$2500, um lucro de R$400 só para comprar em um lugar e vender em outro.

Mas eu já cheguei a vender por R$3.000, lucro de R$900.

E eles também oferecem bonificação para transferir pontos de outros programas.

Então vale a pena ficar de olho nas promoções :smile:

3 Likes

Obrigado, vou me inteirar mais sobre, não sabia desse tipo de venda. Vivendo e aprendendo, mais uma forma de farmar um verdinho. Agradeço imensamente pela atenção! :sunglasses: :+1:t2:

3 Likes

Você usa as carteiras digitais para fazer isso ou o próprio Internet Banking?

Você usa o cartão da Latam Pass? O que acha dos cartões da Smiles?

Não consigo chegar a uma conclusão sobre esses cartões co-branded.

1 Like

Valem a pena se você viaja bastante e tem o gasto necessário para ter isenção de anuidade.
Se você não tem 150k~250k pra investir num banco (Personnalité), ou uma renda muito alta (acima de 10k), são os melhores cartões para o objetivo de acumular milhas e viajar.

Eu fiz uma comparação de cartões de crédito aqui na comunidade, você deve achar no meu profile.

O programa da azul pontua um pouco mais que o da latam e ambos são emitidos pelo Itaú, talvez vale mais a pena, mas isso é individual e vai muito de qual companhia aérea você mais usa.

Eu discordo da colega acima que falou do dotz. Pelo menos para viagens não vale a pena, e pra comprar coisas ganhando pontos vale mais a pena o livelo e em alguns casos os próprios programas das companhias que também comercializam produtos, porém só quando está em alguma promoção maluca. Esses programas sempre vão precificar os pontos no preço do produto. Pelo menos era assim da última vez que analisei os programas.

Se você for pagar anuidade pra ter os pontos, na minha opinião nunca que vale a pena. Simplesmente porque existem programas que não cobram anuidade e dependendo do uso específico valem até mais a pena, um exemplo é o rewards, que na minha opinião o único ponto positivo é a “comodidade”. A exceção era o extinto cartão da pão de açúcar que pontuava por real e não por dólar. Também ficaria de olho com esses programas que pedem uma certa quantia de gastos por mês para isenção, porque você acaba sendo “forçado” a ter um gasto mensal pra fazer valer o programa. Isso é uma opinião pessoal minha, mas isso é contra intuitivo para o minimalismo e controle de gastos, porque você no fim das contas, vai tentar gastar para o cartão valer a pena, e não o que faz sentido para a sua carteira. Mas, para quem é responsável, tem um gasto mensal fixo considerável e sabe se controlar vale muito a pena.

1 Like

Sim, mercado pago e recarga pay. E Picpay quando aparece alguma promoção de cashback.

Sim. É meu cartão principal.

Nunca tive um cartão da smiles, não sei bem como funciona a pontuação deles. Falam bem da livelo tb.

No meu caso que vendo milhas, compensa mais a latam mesmo a azul pontuando mais. Porque a Hotmilhas está pagando na faixa de R$18 por mil milhas azul, contra R$25 da latam.

Eu sou “forçado” e ao mesmo tempo não sou. Porque eu tenho um limite mínimo para usar para ter isenção da anuidade, porém eu preciso todo mês pagar conta de água, luz, internet, preciso ir no mercado fazer compra para o mês, preciso abastecer o carro, então de uma forma ou de outra eu vou ter que pagar essas contas, seja no débito ou no crédito. Então mesmo o cartão me obrigando a gastar “x” valor, eu vou ter que gastar esse valor de qualquer jeito.

1 Like

Eu quase pedi esse cartão. Em termos de pontuação, ele tem uma das melhores pontuações de um Platinum no Brasil. Só não pedi, porque a anuidade dele era alta e não tinha opção de isenção.

No site do Itaú ele não está mais disponível, mas pelo site do pão de açúcar você consegue pedir.

Obrigado pela resposta @fanchiotti!

Eu já tinha visto o seu tópico mas já faz um tempo. Vou reler ele depois com mais calma, valeu pela dica.

Essa questão da anuidade é complicada. Tem que conseguir isenção pra valer a pena, ou pelo menos movimentar um volume grande para que os pontos ganhos superem os gastos. Mas como esse valor das milhas flutua bastante é meio difícil chegar em uma conta exata.

O chato é ter que ficar fazendo ping pong pra fugir dos limites máximos de cada carteira. No Internet Banking é bem mais prático, mas se paga caro por isso.

Legal, sempre vejo o pessoal falando muito bem desse cartão.

Pelo que eu entendi a Smiles até que é boa, mas não supera a Livelo pelo fato da liberdade que a Livelo te dá para transferir os pontos e pegar os bônus de transferência.

Mais vantajoso mesmo. Mas você só vende? Não chega a emitir passagens ou pegar produtos?

Eu estou tentado seriamente a passar as minhas contas do mês para o cartão para maximizar o meu acúmulo de pontos.

1 Like

Eu por exemplo ganhei R$ 50,00 e depois um aumento de R$ 400,00 então não é por aí, acredito que tenha sido uma coincidência.