Tentativa de golpe seguida por estorno?

Fala galera, beleza?

A situação já foi resolvida, mas queria ver se alguém teve uma experiência parecida porque achei bizarro o que ocorreu.
Fizeram uma compra de +200 reais usando meu cartão, a identificação veio como PAG*xxxxxxx (x é um nome de pessoa ao que tudo indica), minutos depois a compra foi estornada.
Entrei em contato com o Nu e confirmaram que a compra foi feita pelo cartão virtual e também que não foram eles que estornaram o valor…cartão excluído sem maiores problemas.
Achei bizarro porque só uso esse cartão para minhas recargas junto a Vivo, ontem em um pagamento do McDelivery e só.
Alguém já teve um problema parecido? Sabe quais as etapas para evitar que aconteça?

3 Curtidas

Verificar o endereço/domínio e o certificado do site, antes de efetuar a compra.

Uma boa prática também é Cadastrar o cartão no PayPal ajuda bastante, pq vc não precisa inserir os dados do cartão, na hora das compras, principalmente as internacionais.

5 Curtidas

Então cara isso que me deixou bolado…quando vc cancela o cartão virtual o Nu manda um email falando todos os lugares que esse cartão foi usado. No meu caso foi:
REC_Vivo
McDonaldsDelivery
Google_temporaryhold (Google Pay)
e o lugar do golpe

A Vivo confio plenamente e o Mc deveria ser confíavel também (tem as certificações), e o Google até cheguei para ver se teve algum login não autorizado na conta…

2 Curtidas

Os Certificados Digitais dos sites NÃO servem como parâmetro de confiança, pois qualquer pessoa pode comprar um Certificado Digital e colocar em seu site.

Pelo seu relato, aparentemente ocorreu alguma cobrança em duplicidade em alguma loja. Muitas empresas possuem sistema de segurança que verificam as cobranças e em caso de duplicidade o valor é estornado.

Convém tentar localizar o referido local de pagamento através de sites na internet e outros grupos. É uma maneira de verificar fraudes.

Aliás, aqui tem uma outra questão, verificar fraudes é fácil, o difícil é localizar o local onde foram efetuadas, pois atualmente os golpistas usam maquininhas e elas não precisam de endereço físico real para serem usadas… já vi casos onde a maquininha era usada por golpistas dentro de favelas, com centenas de cartões clonados.

5 Curtidas

Então não fiz nenhuma compra desse valor (nem perto disso) recentemente e pelo nome PAG (acredito ser PAGseguro) e ser claramente o nome de uma pessoa acredito que tenha sido oq vc descreveu…oq me deixa ‘‘bolado’’ é como tiveram acesso aos dados desse cartão.

Como disse ele foi usado 3 lugares antes e todos passam confiança, fico receoso que outro cartão esteja em risco e por isso queria determinar o ponto do vazamento.

Olá @Lucas_Colonna !

Nem tente encontrar motivos para o seu cartão ter sido fraudado, tem várias formas disso acontecer sem que você possa evitar, uma é tentarem vários números até esbarrar em um que é o seu.

8 Curtidas

Cara que parada bizarra!
O Nu me atendeu super rápido e esclareceu as dúvidas, e por sorte é super prático refazer o cartão virtual

A série de 16 números na frente do seu cartão de crédito parece aleatória, mas não é: como toda boa sequência de números, ela foi criada usando um algoritmo.

Na verdade, os primeiros números referem-se à bandeira do cartão. O seu é Visa? Então a sequência começa com 4. Se for Mastercard, será um número entre 51 e 55; se for American Express, será 34 ou 37.

Isso vale para o mundo inteiro, e foi definido pelo ISO/IEC 7812 há mais de vinte anos. A regra vale também para cartões de débito: Visa Electron e Maestro, por exemplo, têm um conjunto de sequências que podem usar.

Ela também define que cartões de crédito e débito só podem começar com 3, 4, 5 e 6. Se o número do cartão começa com outro dígito, ele tem outro fim: programa de fidelidade com empresas aéreas, postos de gasolina, lojas e outros.

Recomendo uma leitura rápida sobre o assunto, nos dois sites especializados em tecnologia e segurança indicados nos links abaixo. Eles também dão dicas para melhorar a sua segurança ao utilizar cartões (sejam físicos ou virtuais):

  1. GIZMODO Brasil (Como são criados os números de cartão de crédito)
  2. SOPHOS Security (Como adivinhar códigos de segurança do cartão de crédito – Naked Security)
3 Curtidas

Nem sempre, os cartões do Inter e do C6 Bank já são emitidos com o BIN iniciado em 2. Não sei se trata de um novo padrão, mas na prática é isso que está acontecendo.

5 Curtidas

Como já comentei lá no outro local em que você fez esse post, essas informações estão desatualizadas.

Desde 2017 a Mastercard emite cartões iniciados pelo número 2.

Acho que sempre convém dar uma verificada nas informações ao replicar matérias com mais de 5 anos de sua publicação.

5 Curtidas

Sim. As bandeiras passaram a incorporar novos números no início.

A partir de 2017 a MasterCard passou a usar também o número 2 no início da numeração dos cartões.

Isso tem acontecido devido a limitação na quantidade de números possíveis para identificação das bandeiras.

1 Curtida

O que pode ter acontecido é os dados do seu cartão virtual terem sido interceptados ao cadastrar no aplicativo do Mc Donalds, isso pode acontecer principalmente se você tiver usado uma WiFi pública. Porém, também é passível de os sistemas da Vivo terem sido comprometidos, vazando assim os seus dados de pagamento.

Cabe ressaltar uma outra possibilidade que não é tão absurda, alguém próximo a você teve acesso ao seu celular e conseguiu tirar uma foto das informações do seu cartão virtual no app. É horrível pensar que alguém próximo a nós possa ter feito isso, mas a possibilidade existe :sweat_smile:

Ótimo que já foi tudo resolvido, e principalmente por ter sido no seu cartão virtual e não no físico.

1 Curtida

Cara vou até averiguar isso da Vivo…rede pública não uso a mais de ano hehehe.
Escaneei computador, celular e verifiquei o firewall no roteador, nada.

Importante é que você cancelou seu cartão virtual. E se houver algum problema com relação à Vivo, do tipo de vazamento de dados, certeza que muito em breve deva aparecer nas mídias, rsrs.

Siim! Mas sla preocupado com os demais
Valeu pela força glr

Meio Illuminati isso :joy::joy:

Dia 14 apareceram na minha fatura do Nubank duas compras no Picpay, cada uma de cerca de 250 reais. As duas pelo cartão virtual.
O próprio Nubank detectou algo suspeito e bloqueou o cartão virtual, porém os valores continuavam na fatura, tive que contestar. Ainda está em análise pela bandeira, mas pelo menos não me cobraram até o momento.
O estranho é que eu usei muito pouco o cartão virtual e nunca no Picpay, e só em locais confiáveis.
Tem cara de trabalho interno, no Nubank, Mastercard, Mercado Livre… Algum funcionário com acesso a nossos dados vende as informações pra bandidos.

3 Curtidas

Seja muito bem vindo a comunidade @Sergio_Neto :grin:
Infelizmente é assim mesmo, essas empresas confiáveis fazem de tudo para manter nossos dados em segurança, porém, não existe sistema perfeito, todos são passíveis de falha, e às vezes quem acha essas falhas são pessoas mal intencionadas.

É muito estranho mesmo, vou ver se encaminho um email ao Nu pedindo maiores explicações
E é difícil ser um trabalho interno porque em tese esses dados não acessíveis para pessoas saca?
Se descobrir algo atualizo aqui

2 Curtidas