Libras no Nu

Olá, pessoal! Tudo certo por aí?

Faz apenas 20 anos que Libras é um meio oficial de se comunicar no Brasil. E o que o Nubank tem a ver com isso?

Em 24 de abril de 2002, o governo brasileiro sancionou a Lei nº 10.436, reconhecendo a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como uma forma legal de comunicação e expressão no país.

O ensino de uma linguagem para surdos tem mais de 160 anos – foi trazida ao Brasil em 1857 pelo professor francês Ernest Huet, a pedido de D. Pedro II. No entanto, a Língua brasileira de sinais foi oficializada há apenas duas décadas. Que grande lacuna, concordam?

Isso reforça como a inclusão de minorias é uma pauta antiga e continuamente necessária. Como sociedade, precisamos reconhecer as diferentes necessidades das pessoas. E é claro que as empresas também entram aqui.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), existem cerca de 10 milhões de deficientes auditivos no Brasil. Quantos deles buscam atendimento em bancos, seja presencialmente ou de forma digital? Não temos o número exato, porém – certamente – muitos deles.

O que sabemos é que a comunicação por Libras é pouco realizada por empresas, de forma geral. De modo a incluir a comunidade surda, criamos um canal dedicado ao atendimento em linguagem de sinais.

Hoje, podemos dizer que o Nubank é a única fintech a promover esse atendimento e você pode usá-lo a qualquer momento apenas acessando o seu app. Contudo, essa não é uma conquista ou algo que deve ser celebrado. É apenas um exemplo do que esperamos que seja feito por cada vez mais bancos, fintechs e empresas.

Nesta data tão simbólica para os deficientes auditivos, precisamos, sim, celebrar o que já foi conquistado. Mas também ter um olhar atento aos avanços que precisam ser feitos. Incluir é preciso e o momento de começar é agora!

29 Likes

Caraca, não imaginava que tinha tantos assim!

:clap::clap::clap::clap::clap::clap: Com certeza.

10 Likes

Em genero, grau e número. Sensacional a iniciativa de inclusão, por mais ações assim, hoje e sempre!

8 Likes

Com certeza!

A mudança só acontece quando há intencionalidade, e fico feliz enquanto cliente que o Nubank está sempre atrás dessas mudanças para incluir todos, todas e todes no roxinho.

Isso é diversidade na prática!

4 Likes

Mais tópico assim, precisamos de mais inclusão na sociedade.

A associação rotariana que faço parte, está com projetos, até mesmo para a gente a aprender librar. :clap:t5: :clap:t5: :clap:t5:

3 Likes

Minha tia é uma dessas pessoas e utiliza aparelho auditivo em ambos ouvidos, mas ela prefere ficar sem na maior parte do tempo pq incomoda bastante ou então so usar em um lado

Quando ela tem q ir resolver alguma coisa de forma “oficial”, seja em banco, no INSS, vai sempre alguem com ela pq mesmo com o aparelho, as vezes tem um pouco de dificuldade, pq ela so foi ter acesso aos aparelhos depois ja de bastante idade

Ninguem na familia nunca aprendeu libras pra se comunicar com ela, mas sempre demos um jeito, seja falando mais alto, gestos, falando mais devagar e olhando pra ela poder ler nossos lábios (ja acostumei tanto q digo q escuto com os olhos, pq as vezes se a pessoa nao tiver olhando pra mim tbm nao consigo entender oq ela ta falando)

Sempre tive vontade de aprender mas admito q é uma daquelas coisas q entra pra lista de “um dia eu faço”… talvez deva finalmente tirar do papel

11 Likes

Que ótimo conteúdo @Eduardo_A! Ainda lembro que há um tempo atrás cheguei até a falar sobre esse tema aqui na Nucommunity, colocando o assunto como uma das práticas ESG que o Nubank pratica.

Cheguei até postar essa foto do app,pois achei o serviço fantástico e muito inclusivo.

4 Likes