Vocês já ouviram a expressão ‘’Sacolinha de Jesus’’?

Na infância, como você entendia o que era dinheiro? E quais são as primeiras lembranças que você tem sobre ele?

Foi assim que a minha mãe começou a me mostrar a importância do dinheiro, todo mês ela me levava para fazer compras e me dizia: Você tem R$ 20,00 para fazer uma cestinha sua, nomeada por ela de ‘’Sacolinha de Jesus’’. E convenhamos que R$ 20,00 nos anos 2000 era bastante coisa.

Então eu sempre ia com a minha calculadora, nesse tão esperado dia, escolhia bolachas (ou biscoitos)? Danones e sempre anotando na calculadora até chegar nos R$ 20,00, era uma tarefa difícil, e as vezes passava, e ela me mandava devolver, acreditem, era um pesadelo escolher o que tirar, talvez seria o meu monstro?

No final, foi a partir disso que abri meu ‘’primeiro negócio’’, gostei dessa ideia de compra e venda, e abri uma loja de tudo o que eu tinha de brinquedos em casa, eu colocava meus ‘’brinquedos’’ a venda e minha mãe sempre comprava com dinheiro de mentira.

Depois fui entender porque o negócio não deu certo, porque eu sempre devolvia o dinheiro para a minha Mãe quando íamos brincar no outro dia rs

Mas essa é a melhor memória que eu tenho sobre como tive meu primeiro contato com essa parte financeira e como eu comecei a entender sobre o ‘‘dinheiro’’.

Imagens meramente ilustrativas.

Também tem uma história, dá uma lida aqui e participe: Clique Aqui!

45 curtidas

Que legal a sua história, @FelipeMoraes! :clap:
É bacana a gente olhar pra trás e reviver esses momentos que fizeram a gente ser o que é, né? Ainda mais quando envolvem o carinho e o cuidado que a gente recebeu quando estava em formação. :heart:

Imagino a sua dor, viu? Uma vez que já pegou, a gente já se apegou, fica mais difícil devolver…

Amei a história da lojinha. Feliz de ver que a lojinha não deu certo, mas que foi porque você escolheu devolver para poder brincar mais. Criança tem que brincar mesmo!!

20 curtidas

Cara que historia legal, tanto essa “Sacolinha de Jesus” como a parte da loja rs
pena que foi a “Falência” :rofl: :rofl:

15 curtidas

Na minha infância o difícil foi aprender a dividir com os irmãos.

Lembro de ir no mercado e ter que entrar num consenso sobre o que escolher, que desesperador quando cada um quer uma coisa.

17 curtidas

E eu gostava tanto de Danone, e sempre era ele que eu precisava devolver! #Trauma

Exatamente! Hoje pensamos mais ‘‘financeiramente’’ mas na época era apenas brincar mesmo que importava!

A primeira Falência a gente nunca esquece, cadê a Conta PJ pra me ajudar naquela Época? rs

Como eu morava longe do meu irmão (Só minha mãe morava com ele e eu com meus avôs), não dava nem pra tentar dividir a compra, para os dois comerem coisas diferentes. :sweat_smile:

14 curtidas

Historia legal.

Essa expressão eu não conhecia não.

O seu skill de fazer a feira do mês foi aprimorado ai hem?! kkkk

13 curtidas

Minha mãe e meu Tio, sempre usavam essa Expressão, algo inventado deles? Talvez. rs

Empreendedor que fala, pelo menos na IA. :sweat_smile:

13 curtidas

Obrigado por compartilhar sua história conosco! Desde pequeno já com a veia de empreendedor e para ver como isso fez uma imensa diferença hoje em dia. :purple_heart:

13 curtidas

Eu quando li a primeira vez, achei que estava falando da minha Mãe :joy:

12 curtidas

@FelipeMoraes , muito legal sua história :smiling_face_with_three_hearts: :clap: e parabéns pela " rapidade e velocidez " do tópico, me fez lembrar essas duas palavras inventadas por um amigo! :joy:

Vc gastava tudo, não guardava nem um pouco desse dinheiro num cofrinho?

Sabemos, uma dor no :broken_heart::pleading_face:

Muito legal :clap:

12 curtidas

O objetivo era gastar os R$ 20,00, infelizmente não tinha a opção de guardar o que não usasse, então tinha mês que não chegava no valor e o dinheiro ficava perdido.

Minha mãe não pensou nessa parte. :joy:

11 curtidas

Entendi, só gastar :sweat_smile:

:fearful::hushed: Sua mãe pegava pesado aí :joy:

11 curtidas

Pensando agora, se ela tivesse feito isso, meu psicológico não seria tão abalado, kkkkkk Fica a dica para as mamães!

11 curtidas

Adorei a ideia do seu “primeiro negócio” com os brinquedos e como isso te inspirou a entender mais sobre compra e venda, mesmo que de um jeito divertido e imaginativo. Esses momentos de aprendizado, por mais simples que pareçam, são fundamentais para nossa formação financeira. Obrigado por compartilhar essa memória tão especial!

12 curtidas

As vezes o que falta é uma leveza maior nos ensinamentos não é?

9 curtidas

Historia legal! Acho que deu certo essa brincadeira de ser um empreendedor, né @FelipeMoraes? kkkkkkk

10 curtidas

Até que deu, mas a parte do dinheiro voltar no outro dia, é a mais complicada! :joy:

12 curtidas

Rapaz que historia tua mae lhe ensinou em @FelipeMoraes.

Te ajudou muito heim, ja virou empresario.

Parabens pela historia

11 curtidas

Muito bacana sua história, @FelipeMoraes! :clap:t3::clap:t3::slightly_smiling_face:

11 curtidas

E assim, seguimos. :joy:

:purple_heart:

11 curtidas