Jornada RV: inplit/split, direito de subscrição, bonificação

2022-07-28T14:00:00Z

Olá pessoal,

O assunto desta semana na Jornada da Renda Variável é sobre Inplits, splits, direitos de subscrição e bonificações, vamos detalhar para vocês esses mecanismos utilizados pelas empresas para facilitar a negociação de suas ações na bolsa de valores (split e inplit), para não deixar a participação do investidor ser reduzida (subscrição) e para remunerar o acionista (bonificação).

Agora, se você não acompanhou nossa jornada desde o início, é só acessar o conteúdo através dos links abaixo:

  1. O início
  2. Os tipos de ações e BDRs
  3. O que são dividendos?
  4. Fundos Imobiliários e ETFs
  5. Tipos de ordens
  6. Inplits, splits, direitos de subscrição e bonificações
  7. Opções e mercado futuro (em breve)
  8. Análise técnica e fundamentalista. (em breve)

Existem mecanismos que autorizam as empresas a tornarem seus papéis mais fáceis de serem negociados na bolsa de valores, assim as pessoas investidoras conseguem comprar e vender esses papéis de maneira mais simples.

Esses mecanismos são chamados de inplit e split, palavrinhas em inglês que significam agrupamento e desdobramento.

  • Split ou desdobramento: quando as ações de uma determinada empresa atingem um preço muito alto, elas se tornam menos acessíveis aos investidores, pois vocês concordam que comprar 100 ações da ABCD3 a R$ 100 cada uma é bem diferente financeiramente do que comprar as mesmas 100 ações a R$ 10 cada uma? Então, por isso surgem os splits ou desdobramentos, que é a maneira mais fácil de tornar o preço da ação mais acessível.

O split é dado através da divisão do preço da ação por um número que facilite a negociação. Por exemplo, split de 1x10 (lemos 1 para 10), então a mesma ação de R$ 100, vai ser o mesmo que 10 ações de R$ 10.

  • Inplit ou agrupamento: é o processo ao contrário do split. Quando as ações de uma determinada empresa atingem um preço muito baixo, elas se tornam muito numerosas aos investidores, pois vocês concordam que comprar 1000 ações da ABCD3 a R$ 0,10 cada uma é mais trabalhoso do que comprar 10 ações a R$ 10? Então, por isso surgem os Inplits ou agrupamentos, que é a maneira de deixar o preço da ação mais atrativo.

O inplit é dado através da soma do preço de várias ações em uma só. Por exemplo, inplit de 10x1 (lemos 10 para 1), então se o preço da ação é de R$ 0,10 e juntamos 10 ações, vai ser o mesmo que 1 ação de R$ 10.

Como nos dividendos, a empresa comunica seus investidores previamente, e a partir da data acordada, os papéis começam a negociar com o novo valor. Nem sempre nesta mesma data a custódia (suas ações na corretora) aparecem com o número de ações ou o valor atualizado, mas não há motivos de preocupação, pois a empresa também informa no comunicado aos acionistas a data máxima dessa atualização.

Agora chegou o momento de explicarmos o motivo da dica final do post da semana passada: “Dica: tome cuidado ao deixar ordens abertas sem um acompanhamento criterioso, no post da próxima semana explicaremos como esses ativos negociados em bolsa podem sofrer alterações no preço por mecanismos utilizados para facilitar a negociação através de inplits, splits, direitos de subscrição e bonificações.”

Muito bem, se você deixar uma ordem limitada em aberto, pode acontecer um evento de split ou inplit e a sua ordem ser atendida, assim você estará comprando ou vendendo uma ação sem seu conhecimento.

E o direito de subscrição, o que é?
Quando uma empresa precisa captar dinheiro para financiar suas atividades, ela pode emitir novas ações, assim, por exemplo, se a empresa tinha 1000 ações e emitiu mais 500, esta empresa passará a ter 1,5 mil ações.

E se uma pessoa tem 10% dessa empresa, o que acontece com ela? Seu capital vai ser diluído (reduzido)? Não, calma, por isso existe o direito de subscrição. Com esse mecanismo a empresa dá a preferência para seus acionistas comprarem as novas ações, mas se por algum motivo o acionista não quiser fazer valer esse direito, não tem problemas, mas sua participação na empresa passará a ser 6,66% e não mais os 10%.

Se na subscrição a pessoa investidora pode escolher entre aceitar ou não o direto que ela tem para adquirir novas ações, na bonificação não é necessário, pois é uma forma de remunerar o acionista pelos bons resultados da empresa.

A bonificação é a distribuição gratuita de novas ações, ao invés da empresa pagar dividendos, ela emite novas ações e distribui de forma proporcional, assim seus acionistas passam a ter um número maior de ações sem precisar desembolsar mais dinheiro.

Assim como em eventos de split e split, os eventos de subscrição e bonificação são comunicados previamente pela empresa, como forma de manter seus acionistas informados e de transparência com o mercado financeiro em geral.

E se você não entendeu algum termo ou ficou com alguma dúvida, deixe nos comentários que responderemos com o maior prazer!

A Jornada da Renda Variável é a segunda parte da série de posts sobre investimento. A primeira parte, sobre renda fixa, está disponível nos links abaixo:

  1. Renda Fixa
  2. Jornada da Renda Fixa: RF 101
  3. Jornada da Renda Fixa: principais opções e dicas p/ reserva
  4. Jornada da Renda Fixa: CRI/CRA/Debêntures e isenção de IR
  5. Jornada da Renda Fixa: inflação e juros. Como nos afetam?

Não perca as próximas publicações, nossa jornada ainda está longe do fim.

Um abraço e até semana que vem!

18 Likes

:clap::clap::clap::clap::clap::clap::clap::clap:

3 Likes

Ótimo conteúdo @angela.tosatto. Muito obrigado por compartilhar! :clap:

2 Likes