Jornada da Renda Variável: o início

Fala pessoal, tudo certo?

Vocês já ouviram falar do termo renda variável? O que é, como se comporta, ou conhecem algum produto de renda variável?

Chegou a hora de apresentarmos a vocês a próxima jornada da Nu Community, a jornada que vai nos levar a entender um pouco mais sobre esse mundo imenso dos investimentos, por isso convido vocês a se juntarem a nós para a Jornada da Renda Variável.

Nas próximas semanas vamos detalhar tudo sobre essa classe de investimentos, também falaremos sobre os produtos, rentabilidade, riscos e ainda sobre diversificação de investimentos, ou seja, como é importante não colocar todos os ovos na mesma cesta, além de responder todas as dúvidas que surgirem.

Para começarmos, vamos de quiz!!!

Você também é da turma do “ebaaa, adoro quiz!”? Então está no lugar certo, vamos começar:

  1. Renda variável é uma modalidade de investimento na qual:

o investidor sabe a forma de remuneração e o prazo de pagamento do investimento, como na renda-fixa
o investidor não sabe a forma de remuneração ou o retorno do capital no momento da aplicação.

Resposta: se você marcou a segunda opção, parabéns! A renda variável é uma modalidade de investimentos na qual o investidor não sabe a forma de remuneração ou o retorno do capital investido no momento da aplicação, como acontece na renda fixa, pois investimentos nesta modalidade estão sujeitos a oscilações de mercado.

  1. Marque a alternativa que contém somente produtos de renda variável?

Ações, BDR e ETF
CDB, LCA e ETF

Resposta: se você marcou a opção “Ações, BDR E ETF”, você acertou, são todos produtos de renda variável, já CDB e LCA são produtos de renda fixa.

  1. Renda variável substitui renda fixa?

Sim
Não

Resposta: não, a renda variável não substitui a renda fixa, elas são complementares, portanto, uma ajuda a outra a equilibrar seus investimentos reduzindo seu risco total.

  1. A reserva de emergência é melhor alocar em:

Renda fixa
Renda variável

Resposta: nada impede você alocar sua reserva de emergência em renda variável, mas não aconselhamos, pois é melhor ter sua reserva em aplicações de renda fixa com fácil acesso, com liquidez alta e com baixo risco, pois como o próprio nome já diz, é para ser usado em situações de emergência que possam vir a acontecer.

  1. Investimentos em renda variável são cobertos pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC)?

Sim
Não

Resposta: não, os investimentos em renda variável não são cobertos pelo FGC, mas em contrapartida, investimentos com riscos mais altos têm chances de retornos maiores também.

  1. Vale a pena investir em renda variável por sugestão de um amigo ou familiar?

Sim
Não

Resposta: não, sempre aconselhamos que você busque informações de fontes mais especializadas para entender todos os detalhes que envolvem o tipo de investimento indicado pelo seu amigo ou familiar.

Vamos ao grand finale, quantas questões você acertou? Se foram 3 questões ou mais você já sabe as principais diferenças entre renda fixa e variável, agora se foram menos de 3, sugerimos que você também faça a jornada de renda fixa nos links abaixo:

01 - Renda Fixa

02 - Jornada Renda Fixa: RF 101

03 - Jornada da Renda Fixa: principais opções e dicas p/ reserva

04 - Jornada da Renda Fixa: CRI/CRA/Debêntures e isenção de IR

05 - Jornada da Renda Fixa: inflação e juros. Como nos afetam?

E se você não entendeu alguns termos ou ficou com alguma dúvida, não se preocupe, esse é só o aquecimento para a jornada de renda variável, ao longo das próximas semanas vamos detalhar tudo para vocês, por isso não percam as próximas publicações.

Um abraço e até semana que vem!

25 Likes

Acertei tudo, obrigado por esse quiz maravilhoso! :smiley:

11 Likes

Parabéns, Julian!!!
Fica ligado que na próxima semana tem novidades sobre Renda Variável \o/

10 Likes

Sou suspeito para falar mas aqui deu 100% de acertos :star_struck:

8 Likes

Bem suspeito, Edu!!!

6 Likes

Comecei a investir em Ações no inicio de Novembro de 2019, já posso dizer que vivi emoções que investidores não viviam há anos kkk.

5 Likes