Conheça o Tesouro RendA+, para complemento de Aposentadoria!

Muito interessante. Mais uma opção pra investimentos no longo prazo. Vou esperar o lançamento pra ver como será na prática

6 curtidas

Interessante, mas é bom só pra quem é iniciante.

4 curtidas

O que seria melhor, pra quem não é iniciante? :thinking:

3 curtidas

Eu vi alguns especialistas no assunto dizendo que é uma boa opção sim, não só para iniciantes! Claro que deve haver uma diversificação de investimentos, mas para o fim que é destinado esse Tesouro, acredito ser uma boa opção!

9 curtidas

Tem alguma área ou tópico que eu poderia aprender e iniciar em investimentos?

2 curtidas

Comece por aqui:

7 curtidas

Show @LuckPass obrigadão, vou dar uma olhadinha com calma. :facepunch: :facepunch:

3 curtidas

Renda variável, com certeza.
Porque investiria no TD para me gerarem renda por só 20 anos? Quero receber mensalmente desde início do investimento.

Um coisa que não vi no papel demonstrativo: a grana fica com o governo e ele vai te pagar mensalmente em 240 parcelas o rendimento. O valor total investido fica com o governo? :clown_face:

É um FGTS atrelado a inflação?

4 curtidas

Renda variável não irá te garantir uma renda mensal corrigida pela inflação durante 20 anos… :thinking:

:question: :question: :question:
As parcelas são compostas pelo principal mais juros e correção monetária.

7 curtidas

Obrigado por compartilha, são informações muito importantes :fire: :clap:t5:

5 curtidas

O investidor vai ter a opção de montar uma carteira com mais de um vencimento com 2 títulos com vencimentos com espaço de 20 anos entre si para totalizar 40 anos de pagamento, por exemplo, mas claro que você precisará de um valor investido maior ou então os rendimentos serão menores.

A diferença entre esses pagamentos e um ativo que normalmente paga algo já de largada como ações ou FIIs é que o risco de crédito do TD é o mais próximo de zero, você já garante um retorno real e você deixa os juros compostos aumentando seu patrimônio até antes dos pagamentos mensais, coisa que ativos com pagamentos recorrentes não permitem.

18 curtidas

Depende, se você investir em ações e fundos imobiliários de qualidade, te dão até acima da inflação juntando a valorização da cota.

Meu ponto nesse Renda+ é o tempo para receber os juros. Imagino com 60 anos recebendo até os 80. Depois dos 80 como que fica? Não faz sentido nenhum isso.

2 curtidas

Ou prejuízo nominal. Renda variável não tem garantia, portanto, a comparação não faz sentido.

Há vencimentos a cada 5 anos, você poderá prolongar o recebimento pelo tempo que desejar.

6 curtidas

Realmente, não se pode comparar renda variável com fixa, são tipos de investimentos diferentes. Prefiro seguir a filosofia do Barsi.

4 curtidas

Conteúdo novo sobre o RendA+ no canal InvestNewsBR do YouTube, com uma explicação caprichada do @Eduardo_Perez!

11 curtidas

Obrigado por compartilhar, @LuckPass! :pray:t3::facepunch:t3:

9 curtidas

Obrigado por compartilhar @LuckPass !
Assim como qq veículo de investimento, o Tesouro RendA+ tem vantagens e desvantagens:

  1. O mais importante de tudo: ele é simples, monoativo, de fácil compreensão e bem conservador;
  2. A rigor ele é uma NTN-B, ou seja, tem a mesma lógica do Tesouro IPCA+ com juros semestrais, pois pagará um cupom de juros por um determinado tempo;
  3. Por ser simples não é uma estratégia de investimento sofisticada como p.ex os FIEs de alguns PGBLs e VGBLs. Aí vai do gosto (e conhecimento) do “freguês”;
  4. Por ser uma NTN-B e não um veículo específico de previdência, ele é nominal (pertence ao “dono”). Isto em termos sucessórios incorre em algumas burocracias e dores de cabeça. Para transferi-lo em caso de falecimento será necessário inventário, testamento e principalmente taxas, que nesse caso, não são pequenas. Já os produtos previdenciários abertos, como são mais parecidos com seguros, possuem tais cláusulas e a transferência é relativamente simples e rápida;
  5. O Tesouro RendA+ segue a tributação padrão de longo prazo (22,5%-20%-17,5%-15%) dos rendimentos e não há abatimento na declaração anual de IRPF pois a tributação é definitiva. Já os PGBLs permitem compensação de até 12% para quem declara no modelo completo. Aí é uma questão de avaliar se vale a pena.
  6. Os aportes são acessíveis em comparação com os produtos abertos de previdência. Mas, as vezes isso não compensa pois, aportando pouco no período de diferimento, a renda gerada será igualmente pequena (não existe milagre aí). Contribuiu pouco, recebe pouco.
13 curtidas

Ei @anon30102627 tudo bem?

Já percebi que você detém mais conhecimento à respeito dessas siglas e seus significados.

O que acha de uma hora trazer um conteúdo com as principais siglas e o que elas significam?

Seria bastante esclarecedor para as pessoas iniciantes no mundo dos Investimentos! :pray:t3::slightly_smiling_face:

13 curtidas

São inúmeras siglas :weary: mas, vou dar uma pensada e pesquisada se acho algo resumido.

Olhe, tem o Guia Valor Investe Para Investidores Iniciantes, que tem a maioria dessas siglas explicadas. São 62 páginas, vou compartilhar o link de como baixar:

https://valorinveste.globo.com/educacao-financeira/ebook/#:~:text=O%20Guia%20Valor%20Investe%20para,BAIXE%20AGORA.

Disclaimer (aviso legal): eu evito ao máximo usar e indicar materiais que não sejam os publicados pelos órgãos e entidades oficiais do mercado financeiro (CVM, Anbima, Ancord, Bacen etc) para não incorrer em erros de viés editorial e comercial. Então, para aqueles que não se enquadram nessa condição peço que fique alerta e use seu senso crítico.

9 curtidas

Esse conteúdo já está disponível na Comunidade :wink: :point_down:t2:

14 curtidas